Especialidades

Viagra ou cialis: qual o melhor medicamento contra a impotência?

Por Redação Doutíssima 01/11/2014

Até o final da década de 1990, a impotência sexual só podia ser tratada com injeções penianas. Se você tivesse esse problema, ia arriscar? Felizmente, desde que surgiram as drogas inibidoras da Fosfodiesterase Tipo 5 (PDE-5), em formato de pílulas, tudo ficou mais fácil. O grande dilema agora não é escolher entre a impotência ou a injeção, mas sim entre os dois principais remédios: viagra ou cialis.

viagra-ou-cialis

Hoje a impotência pode ser combatida com remédios em forma de pílulas. Foto: iStock, Getty Images

Saiba como escolher entre viagra ou cialis

Pioneira da linha, o viagra, ou sildenafil, surgiu no ano de 1998. Por ter sido a primeira marca lançada no mercado, ela é mais testada e estudada. Já o cialis, ou tadalafil, surgiu nas farmácias no ano de 2003, feito pelo laboratório Eli Lilly, e lidera as vendas desde 2007, segundo pesquisa do IMS Health, instituto que audita o mercado farmacêutico. Esse pode ser um fator importante, mas não será o único para você se decidir pelo viagra ou cialis.

Outra diferença que pode ajudar você a optar pelo viagra ou cialis, as mais vendidas drogas contra a impotência sexual, é o tamanho e a dosagem. Os comprimidos de viagra são de 25mg, 50 mg e 100mg, enquanto o cialis é vendido em pílulas de 5mg, 10mg e 20 mg. A dosagem de ambos os remédios depende de avaliação médica, mas o viagra somente pode ser ingerido de 25mg a 100mg o dia.

O momento de tomar o comprimido pode ser um fator importante para você escolher pelo viagra ou cialis. Nesse caso, tenha em mente que o viagra apenas deve ser ingerido de estômago vazio, no mínimo duas horas depois da última refeição, e o cialis pode ser tomado próximo das refeições sem problema nenhum.

Qual remédio tem melhor efeito: viagra ou cialis?

Os intervalos de tempo também são diferentes. O viagra precisa ser ingerido 30 minutos antes da relação sexual e tem duração de quatro horas. O cialis também deve ser tomado com cerca de 30 minutos de antecedência, porém seu efeito permanece por até 36 horas. Mas isso não significa que seu pênis ficará ereto por todo esse tempo, e sim que, durante esse período, quando houver um estímulo sexual, o comprimido fará efeito.

Pode-se perceber, a partir desses números, que o efeito do cialis tem duração mais prolongada quando comparado ao viagra. Porém, se você escolher o viagra, tenha em mente, que ele não é um medicamento feito para ser tomado todos os dias. O intervalo entre uma dose e outra deve ser de, no mínimo, 24 horas.

Os efeitos colaterias dessas drogas são muito semelhantes. Ambos podem causar dores de cabeça e tonturas, além de alterações auditivas, em alguns casos definitiva, e priapismo, que é uma ereção prolongada e dolorosa, que acontece raramente e pode acarretar em isquemia e trombose do pênis. Azia é outro sintoma comum. A diferença é que o cialis não parece causar as alterações visuais provocadas pelo viagra.

Devido às contra-indicações desses remédios, a consulta com um médico antes da ingestão do viagra ou cialis é essencial. A mistura desses dois comprimidos não é recomendada, havendo risco de toxidade. Vale reforçar que as drogas para a impotência sexual funcionam somente mediante estímulo sexual, não de forma “automática”.


Sites parceiros