Especialidades

Crise de asma: saiba como agir rapidamente e reverter a situação

Por Danielly Freire 20/05/2014

Nem sempre é fácil saber o que levou uma pessoa a ter uma crise de asma, mas é importante estar preparado para agir em caso de uma. 

 

crise de asma

 

A crise de asma é uma doença produzida pela inflamação da membrana que recobre as vias respiratórias, comprimindo-as. Os pequenos músculos destas vias podem se contrair, comprimindo-as ainda mais. Mais de uma em cada dez pessoas sofrem de algum tipo de asma, e este número tende a aumentar. Não existe um motivo claro o motivo deste aumento, mas grandes especialistas acreditam que se trata do aumento de poluição do ar.

A causa mais comum da crise de asma é uma alergia, normalmente a ácaros da poeira doméstica, ao pólen ou aos animais. As infecções no peito também podem provocar asma. Nos adultos, as crises nem sempre são causadas por alergias, podendo se agravar em pessoas que sofrem de preocupação ou ansiedade, estresse familiar ou no trabalho.

A asma é uma doença comum e pode ser tratada de forma rápida e eficaz. Quando é diagnosticada por um médico, é provável que o mesmo prescreva um inalador. Os medicamentos são prescritos para prevenir os sintomas ou para aliviar a crise. Entre os medicamentos usados estão os broncodilatadores (que abrem as vias respiratórias), os inaladores de esteroides ou ainda anti-inflamatórios específicos (que ajudam a reduzir a inflamação e irritabilidade das vias respiratórias).

 

Como identificar os sintomas da crise de asma

 

Entre os sintomas apresentados estão:

Pressão no peito

– Falta de ar

– Tosse ou chiado ao respirar

– Palidez no rosto

– Impossibilidade ao falar

– Exaustão

O principal objetivo ao tratar uma crise de asma é ajudar o paciente a respirar. Numa crise grave é necessário procurar assistência médica e se preciso chamar imediatamente uma ambulância. Enquanto espera, tente fazer com que o paciente tome a medicação adequada para aliviar a respiração ofegante.

Também é indicado que o paciente fique em posição confortável, como por exemplo, sentado em uma cadeira com as mãos no joelho e ligeiramente inclinado para frente. O paciente costuma adotar esta posição instintivamente, pois assim imobiliza a costelas superiores e permite que os músculos secundários, situados no pescoço, usem ao máximo suas possibilidades.

As pessoas que sofrem de asma têm as vias respiratórias muito sensíveis é indicado:

– Manter a casa livre de poeira o máximo possível;

– Remover tapetes e carpetes;

– Fazer exercício com moderação, e se indicado, usar um bronco dilatador antes dos exercícios como prevenção;

– Evitar a exposição ao fumo;

– Ter medicamentos sempre à mão;

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Bronquite aguda e crônica: cuidados neste inverno!

Como evitar as crises de asma

Uma dieta rica em fibras reduziria o risco de asma

Tudo o que você precisa saber sobre asma

Tosse e coriza: conheça as principais causas

3 Receitas caseiras para aliviar a tosse

Como acabar com a tosse seca


Sites parceiros