Remédios Caseiros

Atenção às contraindicações! Conheça remédios caseiros a evitar

Por Redação Doutíssima 12/11/2014

Quando pensamos em remédios caseiros e naturais, é normal imaginarmos que todos eles são inofensivos. Essa ideia, porém, é um tanto quanto perigosa. Para algumas pessoas, existem remédios caseiros a evitar, em razão da sua possível reação a determinados tipos de condição ou então devido à interação com fármacos prescritos pelo seu médico. Algumas combinações podem, inclusive, ser fatais.

Como saber quais remédios caseiros a evitar?

Os chás medicinais, por exemplo, são remédios caseiros a evitar para determinados grupos de pessoas, embora sejam consumidos de forma indiscriminada na crença de que, como são naturais, não podem fazer mal à saúde. Quer saber um pouco mais sobre quais devem ser os remédios caseiros a evitar por conta de suas contraindicações?

remedios-caseiros-a-evitar

Canela está entre os remédios naturais que possuem contraindicações. Foto: iStock, Getty Images

Veja quais são os remédios caseiros a evitar e por quê

Carqueja

O chá de carqueja é bastante utilizado quando a pessoa apresenta certos problemas digestivos, sendo também tido como um excelente diurético. Mas você sabia que esse chá faz parte dos remédios caseiros a evitar para as gestantes? Pois é, a carqueja pode causar contrações de útero, podendo levar ao aborto espontâneo. Ele tampouco deve ser consumido por pessoas com diabetes e hipertensão.

Alcachofra

O chá medicinal de alcachofra é largamente usado como um remédio que auxilia o sistema digestivo. Porém, é preciso extremo cuidado ao ser utilizado por pessoas que portem doenças de vesícula, bem como por aqueles que tem algum problema hepático.

Camomila

O chá de camomila é um excelente anti-inflamatório, também indicado para pessoas que estejam sofrendo de cólicas do intestino e sejam muito ansiosas. Tomá-lo descontroladamente, todavia, é bastante perigoso: pode causar náuseas, nervosismo e até mesmo insônia.

Canela

Existem inúmeros benefícios associados à canela. Muitos indicam seu uso quando há falta de apetite, flatulência, sensação de plenitude gástrica, dentre outros. Porém, essa é uma substância que não é indicada para quem está grávida.

Cavalinha

Esse é um dos remédios caseiros a evitar para pessoa que possuem problemas relacionados à insuficiência renal e cardíaca e, além disso, pode ser prejudicial a quem é sensível à nicotina. Normalmente, o chá de cavalinha é utilizado por quem possui problemas relacionados à retenção de líquidos – então se você é usuário, fique atento a essas contraindicações.

Poejo

O chá de poejo certamente é uma daquelas receitas antigas que foi passando de geração para geração como uma boa alternativa para tratar gripes e resfriados, justamente por seu efeito expectorante, certo?

Mas o poejo também é contraindicado para gestantes e lactantes, e não deve ser ministrado para crianças menores de seis anos. Além disso, dependendo do modo e da quantidade que é administrado, pode causar problemas no fígado.

Guaraná

Esse remédio natural certamente, é largamente usado por muitas pessoas como um estimulante natural – independente da atividade para a qual se necessita de estímulo. É preciso ter cuidado, porém, porque pessoas que possuem problemas relacionados à hipertensão, ao hipertireoidismo, ao coração, dentre outros, não devem ingeri-la.

Alecrim

Certamente pessoas que possuem problemas circulatórios já recorreram ao chá de alecrim. Além disso, a erva possui efeitos antissépticos e cicatrizantes, o que aumenta ainda mais o universo das pessoas que a utilizam. Porém, pessoas que têm histórico de doença prostática, convulsão e gastrointestinais devem evitá-lo.


Sites parceiros