Espinha na cabeça e outros tipos de acne são incômodos que afligem muitas pessoas. Segundo estimativa da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), 35 a 90% dos jovens entre 14 e 19 anos sofrem por causa de espinhas, cravos e caroços. Na vida adulta, a incidência diminui, mas ainda afeta 5% das mulheres e 1% dos homens.

 

Na realidade, a espinha na cabeça é nada mais que uma inflamação no folículo capilar. O que ocorre é que, por causa de alterações hormonais, estresse ou uso de certos produtos, é comum que os pelos da cabeça fiquem obstruídos no crescimento e acabem inflamados. Há, ainda, outros fatores externos que podem causar acne, como bactérias, fungos e ácaros.

espinha na cabeca
A higiene e uma boa alimentação podem combater espinhas que aparecem na cabeça. Foto: iStock, Getty Images

Sintomas da espinha na cabeça

Geralmente, as espinhas na cabeça surgem bem perto da linha que divide a testa e o cabelo, mas elas podem acabar aparecendo em qualquer outro ponto da cabeça também. O primeiro e mais comum sintoma é a coceira no local de predominância da acne. Mas não é incomum que esse sintoma passe despercebido.

Em seguida, a dor também é indicativo de espinhas na cabeça. Assim como nas outras regiões em que a acne costuma surgir, como o rosto e as costas, ela traz consigo uma incômoda sensação de dor. Não chega a ser uma dor crônica, mas a região fica muito sensível ao toque.

Saiba como tratar a espinha na cabeça

Se não tratada, as espinhas na cabeça podem gerar complicações mais sérias. A queda de cabelo e infecções com pus são consequências da falta de tratamento. Quando o caso está muito agravado, pode ser necessário tomar antibióticos, mas na maioria das ocorrências, é possível controlar o problema com pequenos cuidados em casa. Confira alguns deles:

1. Aposte em um bom shampoo

espinha na cabeça
Shampoo de qualidade contribui para evitar as indesejáveis espinhas na cabeça. Foto: iStock, Getty Images

Os cabelos oleosos possuem maior propensão à espinha na cabeça. Portanto, investir em um shampoo para esse tipo de cabelo pode ser uma boa solução. Produtos anticaspa também contêm propriedades que ajudam a controlar o problema, bem como os que possuem  ácido salicílico na composição ou que têm fórmula hipoalergênica.

2. Preste atenção nos produtos

espinha na cabeça
Ficar atento aos produtos usados para a higiene pessoal também faz diferença. Foto: iStock, Getty Images

Há certos casos em que as espinhas na cabeça são ocasionadas por conta do uso de determinados produtos. Experimente trocar os itens que você está utilizando, como cremes, condicionadores ou sprays, para verificar se eles não são os responsáveis pela acne.

3. Mantenha uma boa alimentação

espinha na cabeça
Cardápio com frutas, vegetais e legumes é essencial na prevenção de espinha. Foto: iStock, Getty Images

A alimentação faz toda a diferença no controle de problemas como o da espinha na cabeça. Para evitar o bloqueio dos folículos devido às glândulas sebáceas, invista em um cardápio repleto de frutas, vegetais e legumes. A dica é passar longe dos alimentos fritos e gordurosos.

4. Limpe a escova de cabelo

espinha na cabeça
Prevenção de espinha na cabeça passa pela higiene, inclusive das escovas de cabelo. Foto: iStock, Getty Images

A sujeira é um fator que contribui para o surgimento da espinha na cabeça. Por isso, certifique-se de manter a higiene sempre em dia, inclusive com a escova de cabelo. Limpar as escovas de cabelo pelo menos uma vez por mês com shampoo é a recomendação. Se ainda assim o problema persistir, é importante consultar o dermatologista.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


DEIXE UMA RESPOSTA