Sexualidade

Atenção: sexo na web cam exige confiança reforçada

Por Redação Doutíssima 25/11/2014

Manter um relacionamento à distância pode ser um verdadeiro martírio. Entre outros motivos, a pessoa não pode manter relações sexuais com a amada ou o amado. Com alguns dispositivos eletrônicos, no entanto, é plenamente possível compensar um pouco da falta de contato físico. Muitos casais que convivem com essa situação acabam recorrendo ao sexo na web cam para manter viva a chama da paixão.

.

sexo-na-web-cam

Antes de começar o sexo na web cam, tome alguns cuidados. Foto: iStock, Getty Images

 .

Os perigos do sexo na web cam

.

Engana-se, porém, quem pensa que o sexo na web cam é exclusividade dos casais que vivem distantes. Há quem, em razão da impossibilidade de sair e conhecer novos amores, recorre justamente ao sexo virtual para manter uma vida sexual ativa. Além disso, na internet existem diversos serviços pagos que disponibilizam o sexo na web cam.

.

Seja qual for o motivo pelo qual você está pensando em aderir à prática, é preciso saber que utilizar a web cam para fazer sexo exige muito cuidado e, sobretudo, confiança. Não são poucos os casos de pessoas que têm suas vidas íntimas expostas na rede pela divulgação indevida de material por parte do ex-parceiro ou ex-parceira.

.

Além disso, existem outros perigos que você deve levar em consideração se está pensando em fazer sexo na web cam.

.

 

Você já ouviu falar em sextorsão?

.

Esse termo “sextorsão” conjuga duas expressões: sexo e extorsão. Se você pratica sexo na web cam, saiba que esse é um risco possível. Em linhas gerais, a sextorsão significa que algum hacker ou alguém que teve acesso às intimidades que você manteve com outra pessoa na internet vai te extorquir, pedindo algo em troca da não divulgação do material.

.

Diversos episódios como esses ocorrem todos os dias, e isso pode ser bem intimidador. Normalmente quem extorque é alguém conhecido, provavelmente o ex-parceiro, mas é muito difícil de provar, e por isso é importante ficar atento.

.

 

É possível se proteger da extorsão a partir do sexo na web cam?

.

Existem algumas dicas que, seguidas à risca, podem diminuir os perigos do sexo virtual através da web cam. Confira abaixo:

.

Confiança

.

Se você está em busca de uma experiência virtual por diversão e não por necessidade, tente tê-la com alguém de sua inteira confiança. É verdade que um desconhecido pode fazer mil promessas, dentre elas a privacidade, mas você sempre estará sujeita ao risco de estar sendo gravada.

.

Esconda o rosto

.

Se fazer sexo virtual com uma pessoa conhecida não é uma opção, você pode optar por não mostrar seu rosto. É possível, inclusive usar alguma fantasia, que pode até mesmo ser um ingrediente adicional nessa experiência.

.

Construa intimidade

.

Caso você se sinta tímida ou até mesmo intimidada, opte pelo chat, deixando a web cam para depois, em um momento que você já desenvolveu uma confiança adicional no parceiro.

.

Não salve arquivos

.

De maneira alguma guarde seu próprio material erótico no computador. Pessoas que possuem pouco conhecimento de informática são alvos fáceis para um hacker, que pode facilmente entrar no sistema e roubar vídeos e fotos íntimas.

.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros