Sexualidade

Quer tirar fotos de sexo com seu parceiro? Veja quais precauções tomar

Por Redação Doutíssima 28/11/2014

Enviar fotos de sexo pode apimentar, e muito, a relação com seu parceiro. Porém, antes de se arriscar, é preciso tomar alguns cuidados e precauções. A prática de enviar fotos de sexo ou íntimas ganhou o nome de sexting, uma junção de sexo com “texting” (que, em inglês, significa enviar mensagem). Os casais geralmente utilizam essa pratica como arma de sedução ou durante um sexo por mensagens.

 

fotos-de-sexo

Mandar fotos íntimas pode ser excitante, mas também é perigoso. Foto: iStock, Getty Images

 

Enfiar fotos de sexo é um hábito que cresce

Segundo a ONG Safernet, cerca de 20% dos brasileiros entre 15 e 18 anos já enviaram fotos ou vídeos íntimos pelo celular. No Canadá e nos Estados Unidos, essa média é ainda maior, de acordo com pesquisas.

Num primeiro momento, pode parecer legal e inocente. O problema em enviar fotos de sexo é quando o relacionamento acaba e a pessoa fica com o material comprometedor. Depois que uma imagem é enviada, ela pode ser compartilhada por milhares de pessoas e será praticamente impossível resgatá-la.

Precauções ao enviar fotos de sexo

Para que isso não aconteça, é importante seguir algumas dicas para que suas fotos de sexo não sejam vistas por pessoas indesejadas. A primeira delas é protegê-las, seja no celular ou no computador. Vários aplicativos podem ser baixados gratuitamente e garantem essa proteção, como o Private Photo Vault ou o Best Secret Folder.

Todos eles requerem a digitação de uma senha para acesso aos dados. Mas é importante também não usar senhas óbvias, que pessoas próximas a você possam adivinhar. Como, por exemplo, data do seu aniversário, seu sobrenome, etc. Alterne entre letras maisculas e minúsculas e utilize caracteres diferenciados. A dica é também usar várias senhas para caso o invasor descobrir, não ter acesso a outros dados seus.

Evite manter as fotos de sexo no seu e-mail, Facebook ou em pen drives, que são fáceis de perder. Para apagar completamente as imagens, é utilizar um destruidor de arquivos, pois mesmo quando os arquivos são apagados da lixeira, ainda podem ser recuperados. As melhores opções são TuneUp Utilities, Eraser Portable e File Shredder, disponíveis em sites de download.

Muita gente esquece de fazer isso antes de enviar para a assistência e é nessas horas que as fotos são roubadas. Salve uma cópia dos seus arquivos pessoas e apague todo o histórico de navegação. E lembre-se sempre de atualizar seu antivírus, pois é a forma mais utilizada pelos hackers para ter acesso às suas informações.

Perigos

Paris Hilton, Scarlet Johansson, Jennifer Lawrence e a brasileira Carolina Dieckman são algumas das celebridades que já sofreram por ter suas fotos íntimas espalhadas na internet. Todo cuidado é pouco, por isso pense muito bem antes de enviar ao seu parceiro. Desconfie sempre.

Os constrangimentos por ter suas fotos nuas divulgadas podem ser bastante prejudiciais e podem atrapalhar tanto o seu relacionamento quanto seu ambiente de trabalho. Além disso, a prática pode levar à cadeia, já que enviar fotos íntimas de menores de idade é considerado pedofilia.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros