[the_ad_group id="16401"]
Beleza > Pele

Que saber como fazer depilação íntima? Confira dicas

Por Redação Doutíssima 04/01/2015

As brasileiras são conhecidas internacionalmente por serem adeptas da depilação total da região pubiana. O jeito como nos depilamos por aqui é tão famoso mundo afora que tem até denominação: Brazilian waxing. Porém, mesmo com tanta fama, muitas ainda têm dúvidas sobre como fazer depilação íntima.

Aprenda como fazer depilação íntima

Embora os pelos tenham função de proteger contra a entrada de microrganismos, retirá-los facilita a higienização local, o que pode ajudar na eliminação de odores. Se muitas procuram informações acerca de como fazer depilação íntima é por que querem optar pelo melhor método sem causar danos a esta região tão particular.

como fazer depilação íntima

Cuidados com a higiene e com os produtos usados são fundamentais. Foto: iStock, Getty Images

Os recursos disponibilizados hoje no mercado para a eliminação dos pelos se resumem a lâminas, ceras e laser, este para situações em que a mulher pretende acabar de vez com o pelo local.

Os cremes depilatórios não costumam ser eficazes para a área e os aparelhos elétricos de depilação não são indicados para esta parte do corpo por provocarem muita dor. Portanto, antes de pensar em como fazer depilação íntima é preciso decidir-se pela técnica que mais convém de acordo com o que se busca.

A lâmina, mais prática e barata, retira os pelos sem causar dor. Contudo, por não arrancar o pelo desde a raiz, tem menor duração e expõe mais a mulher a alergias. De forma geral, também deixa a zona depilada mais exposta a inflamações do folículo capilar (foliculite).

Ademais, por conta do atrito com a pele, pode provocar manchas escurecidas. As ceras, seja quente ou fria, conseguem um resultado mais prolongado por extraírem o pelo na raiz.

 

Da mesma maneira, são menos prováveis de ocasionar mudanças de coloração na área depilada, embora sejam também possíveis agentes desencadeadores de alergias em algumas mulheres.

O importante, antes e depois de qualquer meio de extração de pelo, é higienizar bem a área a ser depilada e, após a depilação, utilizar cremes calmantes para evitar irritações cutâneas.

 

Depois de eleger o método, confira algumas dicas de como fazer depilação íntima.

Depilação íntima com cera quente

  • Realizar esfoliação três dias antes na região da virilha para evitar possíveis pelos encravados, deixando o local pronto para a depilação
  • Redobrar a atenção quanto à temperatura da cera para não queimar a pele
  • Começar a depilação da região íntima de fora para dentro e de cima para baixo
  • Espalhar a cera no sentido do crescimento do pelo
  • Retirar a cera no sentido contrário ao crescimento do pelo
  • Descartar a cera, visto que a reutilização propicia infecções
  • Aplicar creme calmante pós-depilação no local
  • Não se expor ao sol 24 horas após a depilação
  • Para homens, recomenda-se que a depilação íntima seja feita por um esteticista.

 

Como fazer depilação íntima com lâmina

  • Tosar os pelos da região íntima com uma tesoura, cuidado para não cortar a pele
  • Higienizar a região íntima
  • No banho, deixar a água quente escorrer na região por pelo menos dois minutos, assim dilata-se os poros
  • Evitar uso de sabonete, loções hidratantes e condicionador, pois podem gerar alergias
  • Aplicar creme de barbear ou outro produto próprio no local e aguardar mais dois minutos para ‘amolecer’ os pelos
  • Usar a lâmina no sentido do crescimento dos pelos
  • ​Enxaguar a lâmina depois de cada passada na pele
  • Na sequência, após secar a zona, aplicar creme hidratante somente na parte externa da genital.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]