[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Aparelho móvel dentário: veja quando é necessário usar

Por Redação Doutíssima 08/07/2015

Para pessoas que possuem dentes desalinhados, o aparelho móvel dentário é uma opção para corrigir pequenos movimentos irregulares, melhorar a mordida e alinhar a arcada. Ele aplica uma leve pressão nos dentes e ossos do maxilar, ajudando no movimento dos músculos, modificando o crescimento da mandíbula e expandindo a arcada.

 

Dependendo do caso do paciente, o médico indica o procedimento mais adequado. Geralmente, o aparelho móvel é feito com fios de aço na parte dos arcos e das molas, e resina acrílica no corpo do instrumento.

aparelho movel

O aparelho ortodôntico móvel é mais utilizado em crianças para alinhamento da dentição. Foto: Shutterstock

Alguns podem precisar de parafusos para deixar o acessório mais largo. Saiba quando você deve recorrer ao aparelho e que resultados ele pode proporcionar.

 

Como é usado o aparelho móvel

O uso de aparelho móvel para os dentes é mais comum na infância, principalmente entre os seis e 12 anos. Ele também pode ser recomendado após o uso de um aparelho fixo, para realizar a contenção dentária e melhorar os resultados do tratamento.

 

Em geral, a utilização é feita em duas etapas. Na primeira, que dura cerca de dois anos, são corrigidos os problemas funcionais e ósseos. Na segunda, é remodelada a estrutura da arcada dentária e pode ser necessário usar também o aparelho fixo. Conforme é ajustado, o aparelho removível pode provocar dores até que a boca se adapte ao uso.

 

Os dentistas recomendam colocar o aparelho móvel durante o dia e à noite, para tornar o processo mais rápido e eficaz. Além disso, a higiene é mais fácil do que para quem usa a versão fixa, já que é possível removê-lo para usar fio dental e escovar.

 

Crianças podem se beneficiar com aparelho móvel

Cada paciente sempre deve procurar o dentista para avaliar a necessidade de colocar um aparelho. Ele é capaz de identificar possíveis problemas e recomendar o método de tratamento mais adequado. Desalinhamento, sobreposição de dentes e desconforto ao mastigar geralmente são os principais sintomas que levam uma pessoa ao profissional.

 

Conforme a Associação Americana de Ortodontia, as crianças devem começar a fazer avaliações ortodônticas a partir dos sete anos. Quando necessário, o dentista recomenda que os pequenos utilizem aparelhos móveis para correção de mordidas cruzadas, mordidas abertas e estimulação do crescimento da mandíbula.

 

Esses problemas requerem um tratamento desde cedo porque envolvem o próprio amadurecimento da região bucal e mandibular. Em geral, as crianças começam a ser tratadas aos oito anos de idade.

 

Na infância, os dentes não são movimentados de forma direta. O aparelho móvel visa reorganizar os músculos e funções da boca, como a deglutição, a fala, a mastigação e a respiração. São essas funcionalidades que impactam o desenvolvimento dos ossos bucais e dos dentes futuramente.

 

O aparelho removível é mais comum nas crianças, enquanto o fixo é utilizado nos adolescentes e adultos, após a troca de todos os dentes. O tratamento precoce garante que a dentição seja alinhada, que o queixo acompanhe a simetria do rosto, que a pessoa morda e mastigue corretamente os alimentos, que a respiração seja normal e que não ocorram distúrbios na fala.

 

Em média, são necessários 18 meses usando aparelhos móveis. Se eles são colocados quando crianças, são utilizados até os nove ou 10 anos. A partir daí, espera-se que os caninos se desenvolvam e ocorra a troca de dentes para ver se são necessárias novas intervenções.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]