[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

HPV aumenta chance de desenvolver câncer de cabeça e pescoço

Por Redação Doutíssima 27/07/2015

Em todos os anos, o dia 27 de julho é uma data na qual entidades da saúde promovem ações pelo Dia Mundial de Combate ao Câncer de Cabeça e Pescoço. As principais causas da doença são o abuso do álcool e o hábito de fumar, mas o HPV (papilomavírus humano) também pode desencadear tumores na região.

 

HPV e o câncer de cabeça e pescoço

O HPV já era relacionado com o câncer de colo de útero e outros tumores genitais há anos. Mas sua relação com a cabeça e pescoço é recente. Uma pesquisa feita pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) indica que 80% dos casos de câncer de amígdala estão relacionados com o vírus, em comparação a 25% dos pacientes há 20 anos.

cancer de cabeca e pescoco

Tabagismo e HPV aumentam as chances de câncer na região da cabeça e do pescoço. Foto: iStock, Getty Images

Homens acima dos quarenta anos de idade, com os hábitos de beber e fumar são os mais atingidos pelo câncer de cabeça e pescoço. No entanto, há um crescimento no número de jovens com a doença, e isso está relacionado com o HPV.

 

Existem mais de 100 tipos de HPV. Segundo Luiz Adelmo Lodi, Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), são em torno de 12 variações que podem causar câncer, sendo as mais preocupantes as identificadas como 16 e 18.

 

A infecção pelos vírus HPV ocorre no contato com a mucosa genital, seja com as mãos, a boca ou o órgão sexual. Por isso, é importante a utilização de preservativos até quando a ocasião permite o sexo oral. Dessa forma, os riscos de câncer de cabeça e pescoço diminuem.

Luiz Adelmo menciona que cerca de 80% da população será infectada por algum tipo de HPV durante a vida. “Na maioria dos casos, a infecção se cura ou entra em equilíbrio porque o sistema imunológico neutraliza”, informa o especialista.

O Instituto do Câncer (INCA) estima que somente 5% dos infectados pelo HPV vão desenvolver câncer de cabeça e pescoço ou outro relacionado ao vírus. Sobre a vacina que previne contra a infecção, Luiz Adelmo informa que há dados sobre a diminuição do câncer de colo de útero, mas não há dados em relação ao de cabeça e pescoço.

 

câncer de cabeça e pescoço 

Sintomas do câncer de cabeça e pescoço

O médico entrevistado informa que o câncer de cabeça e pescoço atinge várias áreas do corpo, mas tumores no cérebro não entram nessa categoria. Os órgãos acometidos são lábios, língua, boca, mandíbula, orofaringe, rinofaringe, cavidades e seios nasais e cordas vocais.

 

Os principais sinais desse tipo de câncer, segundo o médico, são feridas que não melhoram, manchas esbranquiçadas e rouquidão. A sugestão dele, ao menor sinal de qualquer um dos sintomas, é procurar um médico ou um dentista.

Como a maior parte dos tipos de câncer, quanto mais cedo o diagnóstico, melhores são as chances de tratamento e de cura. 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]