Esporte

Acqua jump: modalidade é feita com minitrampolim na piscina

Por Redação Doutíssima 13/10/2015

Está procurando uma atividade que seja divertida e queime muitas calorias para chegar em forma no verão? A modalidade acqua jump, nova queridinha das academias, pode ser exatamente a solução. O exercício, que consiste em uma cama elástica dentro da piscina, promete queimar até 450 calorias em uma aula de 45 minutos.

Benefícios do acqua jump

Perda de gordura, melhora na coordenação motora e no sistema circulatório, e combate ao estresse e à insônia são apenas alguns dos benefícios de uma aula de acqua jump. Uma variação das aulas de jump, em que o aluno se exercita em uma cama elástica, a modalidade, quando levada para dentro da piscina, só traz vantagens.

acqua-jump-Fortissima-iStock-Getty-Images

Melhora na coordenação motora e no sistema circulatório são alguns dos benefícios. Foto: iStock, Getty Images

“Além de ser um exercício divertido, saltar na cama elástica dá pique de sobra para realizar as tarefas do dia a dia. Por ter uma característica mais aeróbia, este exercício promove o aumento do condicionamento físico, melhora o funcionamento do sistema cardiorrespiratório e tonifica principalmente a musculatura de membros inferiores, glúteos e abdômen”, afirma a coordenadora nacional de Acqua e Kids Bodytech, Paula Toyansk.

Os exercícios do acqua jump consistem em saltos, simulações de corrida, chutes laterais, para frente e para trás, e elevações de joelho. “Como o jump fica imerso na piscina, os exercícios se tornam mais seguros e geram menos impacto para as articulações de tornozelos, joelhos e quadril”, complementa.

Como todo exercício, no entanto, vale sempre procurar orientação médica. A modalidade não é indicada para gestantes, por causa dos saltos, nem para cardiopatas, já que o ritmo cardíaco é alterado durante as aulas.

Acqua jump e as vantagens do exercício na água

Se exercitar na água é muito vantajoso para quem procura perder peso e reduzir o impacto nas articulações. Modalidades aquáticas são muito benéficas também para obesos, já que dentro da água a sensação de peso diminui, o que facilita os movimentos.

Além disso, na água encontramos uma resistência natural, vinda de todas as direções, que varia de quatro a 42 vezes a mais que a do ar. Essa caraterística gera uma melhora significativa do desenvolvimento de força, tonifica os músculos, torneia braços, pernas e glúteos.

Outro exemplo de diferença entre os meios é na flutuação. Com a água na altura do pescoço, o peso corporal é reduzido em 90%. Esse fato, aliado à força de empuxo (de baixo para cima), faz com que a pessoa seja capaz de realizar exercícios em suspensão. Outra tarefa dificílima é manter o corpo sem apoio. Achar um ponto de equilíbrio faz com que exercícios na água sejam de alta intensidade.

“Com os movimentos corretos, uma sessão na piscina pode igualar ou superar a intensidade de qualquer treino em solo. Para esculpir um corpo forte e equilibrado, a água é um dos mais espaços com maior número de possibilidades e de estratégias que existe”, afirma a master trainer Bodytech Marilia Dias.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros