Amor e Sexo > Sexualidade

Por que os homens não deveriam fazer sexo bêbado?

Por Debora Stevaux 09/06/2018

Por que não devo fazer sexo bêbado? Embora drinques, cerveja e vinho sejam bebidas muito comuns para ‘esquentar o clima’ a dois, especialistas explicam que o álcool no organismo tem efeito de prejudicar o desempenho sexual.  No entanto, devido ao nível de tolerância à substância variar consideravelmente por uma série de fatores, entre eles o peso, não se sabe quanto ele pode realmente influenciar negativamente.

Leia mais: Como evitar uma situação de risco? 6 dicas para um sexo casual seguro

Embora seja uma droga muito usada para ‘esquentar o clima’ a dois, fazer sexo bêbado pode acabar sendo um fiasco. (Foto: iStock)

Dificuldade de ereção

Apesar disso, uma coisa é certa: quando você atinge o nível de embriaguez, o seu corpo tende a empregar menos energia em uma série de outras funções – entre elas a própria ejaculação – para tentar reduzir os níveis de álcool no corpo através do processo de digestão. Ou seja, um desequilíbrio dessa substância acarreta uma nova postura do corpo como forma de defesa.

Mas isso não quer dizer que os homens não terão ereção durante a transa, até porque esse processo envolve uma série de estímulos táteis. Ele pode, inclusive, tê-la. Porém, ela não será ‘de tanta qualidade’, digamos assim, tendo em vista que ele terá perdido consideravelmente os reflexos, o controle do próprio pênis e de como alcançar o ápice gradativamente. Afinal, as parceiras e os parceiros não costumam sentir tanto tesão assim com a ejaculação precoce.

Veja também: Os perigos de usar hidratante e óleo de coco como lubrificante caseiro

Alguns, no entanto, podem ter dificuldade até mesmo para ejacular, isso porque há um comprometimento na produção e liberação na corrente sanguínea dos hormônios pela alta da adrenalina, favorecendo o surgimento de situações de ansiedade extrema.  Uma das dicas para usar o álcool como seu aliado e não inimigo, nesse caso, é intercalar os copos de bebida com água. Isso evitará com que a concentração da substância seja tão nociva para o corpo, reduzindo a desidratação decorrente da embriaguez.

Leia mais: 6 dicas para fazer sexo oral em mulheres

A longo prazo, a ingestão exagerada e recorrente de bebidas alcoólicas pode ser responsável por redução significativa de libido e até mesmo impotência sexual, isso porque um dos órgãos mais afetados pelo alcoolismo é o fígado, um dos responsáveis por processar esse que é o principal hormônio masculino. Sem contar nos inúmeros problemas que afetam o corpo como um todo e nos problemas que a dependência da substância causa.  

Veja também: Por que a falta de libido é tão comum entre as mulheres?


Sites parceiros