[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Doença do sono: sintomas, causas e tratamento

Por Redação Doutíssima 22/02/2014

A doença do sono, também conhecida por tripanossomíse africana é causada por um parasita que atinge tanto homens quanto animais. O responsável é um protozoário do gênero Trypanossoma, transmitido pela mosca tsé-tsé.

doença do sono

Causas

Existem dois tipos de parasitas que atingem o ser humano: o Trypanosoma brucel gambiense ( frequente no oeste e centro africano) e o Trypanosoma brucel rhodesiense ( comum no leste e sul africano). A doença é peculiar em determinadas regiões da África, cobrindo cerca de 36 países e 60 milhões de pessoas. No entanto, os número mostram que há menos 100 mil pessoas infectadas. O número de pessoas infectadas se reduziu suavemente nos últimos anos.

A doença possui outras maneiras de ser transmitida além da picada do mosquito tsé-tsé. A doença do sono pode ser transmitida de mãe para feto durante a gravidez ( que resulta em morte do nascituro), também por laboratórios, contato com o sangue infectado e transplante de órgãos de uma pessoa infectada e ainda por contato sexual e transfusão de sangue.

Sintomas da doença do sono

Os primeiros sintomas a aparecerem são febre, dores de cabeça e dores nas juntas. O parasita entra através do sangue ou do sistema linfático, fazendo com que o gânglios linfáticos aumentem de tamanho, os tornando facilmente visíveis.

Se a doença não for tratada, ela lentamente supera a defesa oferecida pelo tecido linfático e os parasitas acabam se espalhando pelo organismo, causando sintomas como anemia, problemas endócrinos, cardíacos, renais e outros. Se depois dessa fase ela ainda não for tratada, ela pode progredir até o sistema neurológico, afetando o cérebro.

 

doença do sono

A segunda fase da doença, a neurológica, se caracteriza por sintomas como confusão e perda de coordenação , ciclo de sono afetado gerando fadiga e insônia. A doença pode ser fatal se não houver tratamento, com deterioração mental progressiva, deixando o paciente em estado de coma e consequente morte. Por mais que sejam tratadas, as lesões da segunda fase da doença do sono costumam ser irreversíveis.

 

 

Tratamento

Existem diversos tratamentos seguros para a doença do sono, no entanto, seus efeitos colaterais costumam ser pesados e a pessoa infectada precisa ser examinada durante alguns anos seguintes para averiguar se o parasita foi realmente eliminado do organismo e não desenvolveu resistência ao tratamento utilizado. A boa notícia é que recentemente, o DNA do trypanosoma foi mapeado, o que possibilita a pesquisa para novos tipos de tratamento. Mas por enquanto, a melhor forma de combater a doença do sono é eliminar o vetor do parasita, no caso a mosca negra.

 

Saiba mais:

Quantas horas de sono precisamos por dia?

Dengue: cuidado o ano inteiro!

A modernidade e suas doenças – saiba mais

Conheça a doença do pombo: prevenção e tratamento

11 Alimentos que estimulam o sono

Como tirar o sono durante o dia

Entenda como a doença pode ser um momento de oportunidade


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]