[the_ad_group id="16401"]
Filhos

Terror noturno infantil: conheça as causas e como agir

Por Mayara Pinheiro 28/02/2014

Você já ouviu falar sobre o terror noturno infantil? Vivido por muitas crianças, eles não apresentam nenhum dano psicológico para seus filhos.

 

terror noturno infantil

 

Terror noturno infantil também é conhecido como pânico noturno. Ele é caracterizado por gritos durante o sono, acompanhado por um semblante de terror, como se a pessoa estivesse vendo algo terrível. Estes momentos são muito diferentes dos pesadelos, pois a criança pode gritar e se agitar, além de não reconhecer você quando tentar confortá-la.

Os terrores noturnos são comuns em crianças com idade entre três a oito anos. Uma criança que o vivencia geralmente grita muito e se debate em pânico extremo. Em alguns casos eles podem até pular da cama. Apesar de estarem com os olhos abertos, as crianças não estão acordadas durante esse período. Os episódios ocorrem geralmente no início da noite e pode continuar por vários minutos (até 15 minutos).

 

Causa do terror noturno infantil

 

Eles são mais comuns em crianças com algum histórico familiar de terror noturno ou sonambulismo. Um ataque de terror noturno pode ser desencadeado por qualquer coisa, como por exemplo:

  • Aumento da quantidade de sono profundo;

 

  • Cansaço;

 

  • Febre;

 

  • Determinados tipos de medicação;

 

  • Excitação;

 

  • Ansiedade;

 

  • E até mesmo um ruído súbito;

 

Como deveremos agir no momento da crise?

 

terror noturno infantil

A melhor coisa a fazer se o seu filho está tendo um episódio de terror noturno é manter a calma e esperar até que ele se tranquilize também, evitando a intervenção, desde que eles estejam seguros. Apesar de ser assustador para quem vê, este tipo de situação não prejudica em nada o desenvolvimento da criança.

É importante não tentar acordar seu filho em um momento de terror noturno infantil, pois ele pode não te reconhecer e ficar mais agitado. Após o fim do episódio, é seguro acordar seu filho lentamente. Se necessário, incentive-o a usar o banheiro antes que eles durmam novamente. Se o seu filho retorna rapidamente ao sono profundo, eles podem ter um outro episódio na mesma noite.

 

Quando devemos procurar ajuda?

 

Eventualmente os episódios de terror noturno infantil vão cessar e as crianças crescerão normalmente sem nenhuma crise. No entanto, você deve conversar com seu médico se perceber que os episódios estão ocorrendo com frequência ou mesmo várias vezes por noite. O médico será capaz de perceber se algum problema de saúde pode estar por trás disso, como amígdalas com tamanho acima do normal (que poderiam dificultar a respiração da criança durante a noite).

Somente uma pequena parcela das crianças que apresentam problemas com o terror noturno infantil é necessário o encaminhamento à um serviço de tratamento especial.
É importante ressaltar que os pais devem regularizar os horários de sono (hora de dormir e de acordar), elaborar uma dieta mais leve para o jantar, evitando alimentos gordurosos, carnes, e outros que são mais difíceis de digerir. Outra dica importante é conversar sempre com seu filho. Isso possibilita descobrir se ele está preocupado com alguma coisa, o que também pode desencadear episódio de terrores noturnos.

 

Saiba mais:

 

 Como acalmar a tosse infantil

Aprenda a identificar a depressão infantil

Dicas de dieta contra o colesterol alto infantil

10 mitos e verdades sobre a alimentação infantil

Saiba mais sobre a paralisia infantil e como evitá-la

Pequena cirurgia infantil: anquiloglossia

Higiene bucal infantil como prevenção contra a cárie


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]