Guia dos Dentes

Clareador dental: como agem os produtos encontrados no mercado

Por Redação Doutíssima 22/10/2014

Com a variedade de opções à disposição hoje em dia para se obter um belo clareamento dental, ostentar um sorriso bonito com os dentes brancos ficou mais fácil – e isso pode ser feito em casa. As alternativas de clareador dental vão desde pastas e géis especiais até kits completos.

clareador-dental

Ficar com os dentes brancos depende do clareador utilizado. Foto: iStock, Getty Images

Além de se tratar de produtos que podem ser comprados sem receita, as opções hoje têm preços acessíveis, sendo seguros para a maioria das pessoas. No entanto, antes de se decidir por qual o melhor método para ficar com dentes mais brancos, é preciso conhecer o seu processo.

 

Como funciona o clareador dental

 

O dente é revestido pelo esmalte, considerado o tecido mais duro do organismo humano, tendo em sua composição 96% de minerais. Ao se fazer a aplicação do clareador dental, ele penetra na estrutura do esmalte e reage quimicamente com os pigmentos que causam as manchas dentárias.

 

Com a reação do produto empregado nos dentes, os pigmentos são quebrados em moléculas menores, tornando-as menos visíveis aos nossos olhos.

 

Caso a escolha para o branqueamento seja pelas pastas clareadoras, o uso deve ser repetido para um resultado eficaz. A pasta pode remover manchas superficiais, ajudando a manter brancos os dentes recentemente clareados.

 

Diferente dos procedimentos realizados em consultório – como o clareamento a laser –, ao escovar os dentes com uma pasta clareadora você elimina novas manchas de café ou chá, tabaco ou o aparecimento de placas. O uso de cremes dentais clareadores ajuda a manter os dentes brancos por mais tempo.

 

Alternativas de clareador dental

 

Se a opção for por géis clareadores, procure apenas espalhar o produto pelos dentes com uma escova aplicadora conforme as instruções de uso. Os géis funcionam por meio da remoção de manchas, tanto as superficiais como aquelas presente entre os dentes.

 

O resultado do clareador dental é relacionado com a sua fórmula à base de peróxido, e a aparência será mais visível com o uso do gel na comparação com pastas ou cremes branqueadores.

 

Outra alternativa disponível no mercado são as fitas de clareamento. Aplicadas diretamente sobre os dentes e mantidas por 30 minutos, duas vezes ao dia, elas também apresentam bons resultados no processo de branqueamento dentário.

 

Já os sistemas de clareamento incluem um material branqueador que normalmente vem em concentrações menores de peróxido se comparado aos que são encontrados nos produtos supervisionados por um dentista.

 

Ao se escolher esta opção de clareador dental, o material alvejante deve ser colocado sobre os dentes usando um aplicador disponível em duas formas: aplicadores moldáveis e não moldáveis.

 

Os aplicadores moldáveis são moldeiras que se deve ferver em água para então mordê-las, o que as faz adquirir a forma dos dentes. Após isto, o material clareador deve ser adicionado à moldeira para só então utilizá-lo conforme as instruções do fabricante.

 

Já os aplicadores de moldeiras não-moldáveis são menos onerosos. Eles funcionam da mesma forma que a moldeira moldável, mas sem a necessidade de fervê-la primeiro. Neste caso, basta apenas escolher o tamanho ideal.

 

A escolha do clareador dental a ser utilizado depende da rapidez com a qual você quer resultados, da sensibilidade de sua gengiva e dentes, e do quanto você deseja pagar.

 

No entanto, é importante ressaltar que, independente do método de clareamento doméstico, há risco de se ter sensibilidade nos dentes e ficar com a gengiva irritada. Por isto, o indicado é que antes de iniciar qualquer tratamento de clareamento se busque uma opinião de seu dentista.

 

 


Sites parceiros