Sexualidade

Saiba se você está preparado para experimentar o swing

Por Redação Doutíssima 29/10/2014

Entre os casais mais liberais, a prática do swing, também conhecido como troca de casais, é cada vez mais comum. Existem diversos lugares que oferecem essa possibilidade. Portanto, se você e seu par têm a mente aberta e bastante liberdade quanto à vida sexual, essa deve ser uma ideia que ao menos já passou pela sua cabeça.

swing

A troca de casais é uma prática que exige muita conversa e mente aberta. Foto: iStock, Getty Images

Você está preparado para o swing?

Não existe uma resposta fácil e definitiva para essa pergunta – cada um deve encontrar a sua. Para saber se você está preparado para o swing, é preciso primeiro entender melhor o seu significado.

Uma das primeiras coisas que você precisa saber é que praticar do swing não precisa significar, necessariamente, a troca de casais para fazer sexo. Claro que a filosofia dos adeptos dessa prática é de ter experiências novas e diferentes, e quem tem uma mentalidade mais conservadora naturalmente vai descartar essa ideia. Mas o que se prega é que os casais saiam para conversar ou beber alguma coisa, e esse encontro pode resultar ou não na prática de sexo um pouco diferente do usual.

Para praticar o swing existem regras

E você deve segui-las à risca. Dentre as principais regras dos praticantes de swing estão a discrição, o respeito, a higiene e a aceitação da recusa. A discrição é uma das partes mais importantes da troca de casais, já que nem todos se sentem confortáveis em fazê-lo, embora tenham a vontade.

Além disso, é importantíssimo você saber aceitar a recusa da proposta de troca de casais. Lembre-se que a filosofia do swing envolve sair e conversar abertamente, mas não necessariamente a prática do sexo. Se você simplesmente sair e compartilhar experiências com a pessoa do outro casal, já estará no meio do caminho para a prática da troca de casais.

Por fim, nem pense em ir a uma casa de swing com uma acompanhante contratada – ao invés de seu par. Isso é algo terminantemente proibido pelo “código de ética” dos adeptos, e é visto com maus olhos.

Consequências para o relacionamento

As consequências da prática de troca de casais podem ser positivas ou negativas para seu relacionamento – por isso, é preciso conversar bem sobre tudo que está em jogo. Vai depender de como os dois encaram os conceitos de compromisso, fidelidade, liberdade e desejo.

Pode ocorrer até de se desenvolver uma maior cumplicidade entre você e seu companheiro, no sentido de que ambos estão cometendo uma espécie de transgressão, reduzindo sentimentos negativos como o ciúme excessivo. Além disso, a frequência com que se pratica a troca de casais é bastante espaçada, sendo provável que não cause maiores problemas para a vida cotidiana do casal – pois é encarada como algo esporádico e diferente.

No entanto, não são raros os casos em que, ao praticar a troca de casais, um dos parceiros se apaixone pelo parceiro do outro casal. Você certamente já ouviu falar em amor à primeira vista, e isso de fato pode acontecer. São riscos que não devem ser subestimados ao se optar pela prática e, por isso, é interessante que você e seu parceiro tenham uma boa conversa para avaliá-los.


Sites parceiros