Sexualidade

Veja como fortalecer a região da pélvis e melhorar o seu desempenho sexual

Por Redação Doutíssima 31/10/2014

Todo músculo exercitado e forte trabalha melhor e com mais intensidade. Não é diferente com a região da pélvis, ou a musculatura do períneo. Entre os inúmeros benefícios deste fortalecimento está a melhora significativa do desempenho sexual, gerando mais confiança e segurança diante da possibilidade de uma relação sexual. Para isso, exercícios constantes irão proporcionar mais saúde e mais força.

Especialistas apontam que a melhor forma de fortalecer a região da pélvis é por meio de contrações, da mesma maneira que se faz ao segurar o xixi. Elas podem ser feitas em séries de 10 repetições, num intervalo de 30 segundos entre uma série e outra. Ao contrair, segure pelo tempo máximo que conseguir, relaxando logo em seguida.

região-da-pélvis

As suas relações sexuais dão mais prazer com a musculatura fortalecida. Foto: iStock, Getty Images

Fortaleça a região da pélvis diversificando as posições

As contrações podem ser feitas em diferentes posições: deitada, sentada, em pé ou mesmo caminhando – escolha a que melhor se adequar à sua situação. Uma outra sugestão para fortalecer a região da pélvis é fazer as contrações enquanto estiver sentada em uma bola suíça.

Fazer o exercício nestas diferentes posturas vai não somente trabalhar a mobilidade da pélvis e o autoconhecimento corporal, mas também beneficiar cada grupo de músculos de forma individual, o que promove maior fortalecimento.

Use cones vaginais para fortalecer a região da pélvis

Pequenos pesinhos, os cones vaginais variam de 20 a 100 gramas e promovem um ótimo treino de força vaginal. Antes de fazer este exercício, em primeiro lugar, escolha o peso correspondente à sua força pélvica e busque informação sobre como usá-los. Com a evolução do exercício, o peso pode ir aumentando, gradativamente.

Os cones são introduzidos na vagina e você deve fazer força para que eles não caiam. E para alcançar mais eficácia no fortalecimento da região da pélvis, eles podem ser usados até mesmo durante o desempenho de tarefas como arrumar a casa, pedalar ou caminhar.

Praticamente não há limite de movimentos para estas práticas, pois o exercício tem como vantagem não causar fadiga da musculatura pélvica: caso você não consiga segurar, não se preocupe, ele vai escorregar naturalmente.

Tenha em mente que, assim como qualquer tipo de exercício físico, exercitar a região da pélvis pode e deve ser uma ação constante. Pois toda musculatura, ao permanecer muito tempo sem estímulo, vai enfraquecer.

Assim como numa academia, determine uma rotina de manutenção da força obtida logo depois do treinamento inicial. Um profissional da área da Fisioterapia poderá esclarecer suas dúvidas em relação aos exercícios para fortalecer a região da pélvis.

Capacidade da musculatura

Para que funcionem bem, os músculos precisam ter força, a capacidade de contrair e apertar; resistência, capacidade de manter o aperto por um bom tempo; explosão, que é a capacidade de contrair e relaxar rapidamente; coordenação motora, a capacidade de contrair de maneiras diferentes; e propriocepção, a capacidade de sentir sua musculatura relaxada e em movimento.

Qualquer músculo pode ter sua força, resistência, explosão, coordenação e propriocepção aumentadas através de exercícios.


Sites parceiros