[the_ad_group id="16403"]
Guia dos Dentes

Clareamento dentário: entenda como funciona

Por Redação Doutíssima 01/12/2014

Dentre os procedimentos estéticos oferecidos no mercado, o clareamento dentário é um dos mais procurados por quem sonha em ter um sorriso como o das celebridades. Com os avanços no campo da odontologia estética, este sonho se torna cada vez mais possível de ser realizado.

 

Basta escolher a técnica de clareamento de sua preferência, que pode ser tanto por laser e no consultório médico ou em casa, sendo que ambas oferecem resultados positivos, tendo o tempo de duração do procedimento como único diferencial.

clareamento-dentário

Procedimento estético está entre os mais procurados. Foto: iStock, Getty Images

Clareamento dentário em casa

 

Caso a opção se dê pelo clareamento dentário caseiro, o paciente deverá adquirir uma moldeira de silicone, que deve ser confeccionada pelo dentista, e um gel próprio para o procedimento, que deve ser indicado e ter a supervisão do mesmo profissional.

 

Por meio deste procedimento, o indivíduo deverá permanecer com o molde na boca por duas ou três horas durante a noite, sendo que reaplicações costumam ser recomendadas para resultados satisfatórios.

 

Sucesso depende da concentração de gel

 

Quanto mais concentrado for o gel, mais rápido o clareamento. Por isso, o aconselhável é aumentar gradativamente a concentração do gel. No método caseiro, os resultados costumam aparecer após duas semanas de clareamento para cada arcada.

 

Já o clareamento dentário realizado no consultório pode ser feita tanto por meio da aplicação do gel clareador, em uma concentração maior do que a caseira, quanto com o auxílio do laser, sendo que em ambos os procedimentos são feitos à base de peróxido de hidrogênio ou de carbamida, substâncias que clareiam o esmalte dos dentes sem estragá-los. Neste caso, o resultado costuma aparecer após três ou quatro sessões.

 

Para o procedimento a laser é usado um equipamento com uma ponteira de luz. As luzes utilizadas no processo de clareamento dentário ativam e aceleram a reação química promovida pelo gel clareador, ajudando na diminuição da sensibilidade que possa ser causada pelo processo. Já o clareamento com uso de moldeira, exige extrema disciplina no seu uso, pois a possibilidade de sensibilidade é maior, visto que o paciente ficará mais tempo em contato com o gel.

 

Avanços no clareamento dentário

 

Além destas técnicas mais popularizadas, uma que vem ganhando maior adesão por parte de quem deseja fazer um clareamento dentário é a técnica do facetamento. O procedimento moderno não envolve cirurgia ou produtos químicos e recria totalmente a cor e a forma dos dentes.

 

Essa técnica, que vem sendo utilizado por diversas celebridades, vem sendo indicado quando os dentes estão manchados, lascados, desgastados pelo bruxismo, com retrações gengivais, diastemas, espaçados, curtos e tortos, entre outros fatores.

 

O procedimento consiste em uma espécie de placa de porcelana ou resina que é colocada na face externa de um ou múltiplos dentes naturais que apresentam algum comprometimento estético, restaurando a brancura dos dentes.

 

Em comparação com os tradicionais métodos de clareamento ou correção dos dentes, o correção dos dentes, o facetamento é imperceptível, durável, não altera a cor com o tempo, e sua colocação pode ser feita em até duas seções, com um mínimo de desgaste da superfície do dente.

 

No entanto, antes de iniciar o processo de clareamento dos dentes, procure fazer uma avaliação com seu dentista para determinar o método é mais indicado para o seu caso. O importante é que toda e qualquer intervenção odontológica estética seja monitorada por um profissional.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]