[the_ad_group id="16401"]
Amor e Sexo

Entenda como a combinação astral atua na sua relação

Por Redação Doutíssima 27/12/2014

Será que o meu signo tem a ver com o seu? Quase todo mundo já fez essa pergunta. Quantas vezes, ao conhecer uma pessoa nova, uma das primeiras coisas que queremos saber é o seu signo. Estas questões comuns vêm da curiosidade que as pessoas têm em saber da influência da combinação astral em seus relacionamentos.

combinacao-astral

Combinação astrológica desfavorável pode significar um relacionamento tenso. Foto: iStock, Getty Images

O que é combinação astral?

Lembra aquela relação na qual tudo deu certo, ou então errado? Vai dizer que o signo daquela pessoa não está registrado no seu íntimo como um repelente ou atraente para os próximos relacionamentos? Mas como funciona essa tal combinação astral? Bom, isso é o que vamos tentar explicar agora.

Nosso signo solar nos influencia de forma intensa. Nossas principais características de personalidade, tanto as positivas quanto as negativas, são resultado de uma série de combinações astrológicas – o nosso mapa astral, que é único, individual e complexo.

A combinação astral de dois indivíduos, ou sinastria, como é chamada pelos astrólogos, vai além da simples combinação de dois signos solares, embora seja por aí que o processo começa. Por exemplo, Áries, Leão e Sagitário, que são signos de fogo, combinam mais com fogo ou com Gêmeos, Libra e Aquário, que são signos de ar, porque se completam.

Da mesma forma, nativos de signos Touro, Virgem e Capricórnio, que são terra, sintonizam melhor com os signos de água, que são Câncer, Escorpião e Peixes.

As complexidades da combinação astral

Mas o nosso mapa astral vai além, é complexo. Ele mostra a posição exata dos astros, que estão sempre em constante movimento, e dos signos do Zodíaco em relação à Terra no momento do nosso nascimento. Em um relacionamento amoroso, todos os pontos do mapa astral das duas pessoas devem ser analisados detalhadamente.

É essa leitura completa, feita a partir de signos e conceitos e também a partir do mapa astral de cada um, individualmente, que vai dizer quais as possibilidades da relação se transformar naquela que pode ser, por combinação astral, o nosso conto de fadas ou a nossa desgraça amorosa.

Esta sinastria deve ser feita por um astrólogo que tenha em mãos os dados de nascimento do casal. Ele vai calcular o mapa de cada um, fazer primeiro uma análise profunda das personalidades e, depois, um estudo sobre a relação entre elas. Só depois deste primeiro processo é feita a combinação entre os mapas.

O resultado desta análise vai trazer não só os dados de harmonia entre os dois, mas também os de desarmonia, o que possibilita ao casal ainda a busca das melhores soluções para crises de relacionamento.

Além disso, o mapa astral individual vai permitir que se tenha um conhecimento melhor sobre a nossa própria personalidade, e essa é uma ferramenta eficiente para saber quais os melhores caminhos para corrigir as influências astrais negativas.

Mas, lembre-se, ainda que uma sinastria diga que não há combinação astral entre dois indivíduos, se houver um amor forte o suficiente para resistir às forças do universo, é possível amenizar as tensões e conviver em harmonia. E nesse processo, a sinastria pode ajudar a melhorar o relacionamento,  identificando os pontos fortes e auxiliando na administração das possíveis inquietações da relação do casal.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]