[the_ad_group id="16401"]
Relacionamento

Descubra por que dormir de conchinha pode beneficiar a intimidade do casal

Por Redação Doutíssima 04/12/2014

Dormir de conchinha é uma das maneiras mais afetuosas de demonstrar carinho e paixão por alguém. Não é à toa que, em filmes, o momento de dormir dos casais apaixonados é retratado, invariavelmente, nessa posição. A figura dos amantes dormindo abraçados como “duas colheres” remete imediatamente a um intenso envolvimento.

dormir-de-conchinha

Dormir de conchinha reforça a intimidade do casal. Foto: iStock, Getty Images

 

Essa posição permite que os dois corpos se encaixem perfeitamente. Dormir de conchinha proporciona um aumento significativo no grau de intimidade do casal, deixando os dois mais à vontade, mais próximos e, consequentemente, mais felizes. Para quem quer selar com afeto e muito carinho uma tórrida noite de amor, dormir de conchinha é a pedida.

Para a mulher, que geralmente fica do lado “de dentro”, o homem ainda proporciona o sentimento de segurança e proteção ao dormir de conchinha.

Dormir de conchinha tem variações

Mas engana-se quem pensa que dormir de conchinha é algo que, com o tempo, pode deixar a relação monótona. Definitivamente não. A tendência é que ocorra o contrário, especialmente se você levar em conta alguma dicas que mostram a você a variar. Sim, há vários tipos de posições que ensinam a dormir de conchinha.

Em primeiro lugar, definam os papéis. Um deve ficar do lado de dentro e, o outro, do lado de fora. Quem está dentro, na maioria das vezes, é o parceiro menor. Assim, é mais comum que as mulheres assumam o lado de dentro.

Aprenda algumas variações do clássico “dormir de conchinha”:

 

1. Clássica

 

Aqui, o parceiro que está do lado de fora deita de lado e quem está dentro coloca as costas na barriga do que está atrás enquanto também está deitado de lado. Para o que fica do lado de fora, as possibilidades são muitas para usar o braço que fica embaixo. O mais certo para o braço que fica em cima, é usá-lo para envolver a cintura de quem está por dentro.

2. Protetora

Nesse tipo de conchinha, o parceiro que fica do lado de fora, deve deitar de lado. Quem está do lado de dentro também deita de lado e coloca as costas na barriga do parceiro que está atrás.

 

Em seguida, coloca-se em posição fetal, encolhido. Quem está do lado de fora vai esticar o braço de baixo atrás do parceiro que está dentro, passando o outro braço por cima, fazendo menção de proteger.

3. Aconchegante

O parceiro que estiver do lado de fora deve deitar-se de lado e o que está do lado de dentro fica todo encolhidinho, com o rosto na linha da barriga do outro, que recebe um abraço de quem está fora.

4. Coladinha

Nesse tipo de conchinha, quem está do lado de fora deve deitar-se de barriga para cima. O outro parceiro deita por cima e coloca o rosto em cima da barriga de quem está do lado de fora. Um abraço sela este tipo de conchinha.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]