[the_ad_group id="16403"]
Esporte

Psicologia do esporte: entenda a importância do campo científico

Por Redação Doutíssima 19/02/2015

A psicologia do esporte é uma ciência que trabalha com o comportamento e tenta compreender os fatores psicológicos envolvidos no contexto esportivo e do exercício físico.

 

psicologia do esporte

Técnica da psicologia ajuda a manter o atleta motivado com estresse controlado. Foto: iStock, Getty Images

 

Ela é muito usada para trabalhar com atletas de esportes de alto impacto, mas que também pode ser usada para intervenção no esporte escolar, em pessoas que praticam atividade física regular e também em momentos de reabilitação após algum tipo de lesão.

Como atua a psicologia do esporte

O profissional que atua com psicologia do esporte precisa saber toda a história do paciente envolvendo o esporte, tempo de prática, modalidade esportiva, sentimentos e expectativas.

Enfim, o esportista deve deixar claro tudo que envolva sua relação com o esporte praticado. O psicólogo também deve considerar que, antes de ser um atleta, o esportista é uma pessoa como qualquer outra, com anseios, problemas e sentimentos.

Dependendo da questão a ser trabalhada, a psicologia do esporte pode ser feita em um contexto multidisciplinar, ou seja, contar com o auxílio de médicos, nutricionistas, fisioterapeuta, educador físico etc.

O esportista pode buscar auxílio da psicologia em diversos momentos da sua vida profissional. Podendo a técnica ser usada em momentos que antecedem competições importantes, durante os próprios campeonatos e também na pós-competição, independente do resultado.

 

Psicologia do esporte e resultados dos atletas

Em 10 de janeiro, é comemorado o dia do atleta profissional. Data importante, já que muito do orgulho e motivação de um povo vem da inspiração dos feitos alcançados por esportistas.

 

Por exemplo, quem não se orgulha de o Brasil ser a nação com mais títulos em Copa do Mundo? Isso só foi capaz porque existiram atletas preparados não só física, mas psicologicamente para enfrentar a competição.

A motivação, o controle do estresse, adaptação às cargas de treinamento e mudanças ambientais são temas que essa psicologia trabalha com os atletas, para fazer com que eles estejam preparados para entrar em uma competição, seja ela qual for.

Estudos mostram que treinamento mental (uma das técnicas usadas) é uma variável importante na melhora do desempenho do atleta.

Este treinamento deve ser planificado e bem planejado pelo psicólogo. Ele funciona melhor de forma individualizada, quando é possível respeitar a individualidade psicológica e biológica de cada atleta. São elas:

 

1. Organização da carreira esportiva

 

2. Confronto de situações estressantes

 

3. Automotivação

 

4. Adaptação aos treinamentos e mudanças de locais

 

5. Controle da tensão

 

O objetivo do treinamento mental é modificar os processos e os estados psíquicos do atleta, ou seja, alterar sua percepção, pensamento, motivação sobre o momento em que ele se encontra.

Novamente, com técnicas específicas da psicologia do esporte, é possível traçar os seguintes objetivos:

 

1. Autorregulação da atividade

 

2. Manejo da autoimagem

 

3. Recuperação e reabilitação do atleta

 

4. Influência sobre a habilidade

 

5. Motivação

A motivação é um dos pontos mais importantes que a psicologia do esporte trabalha. O sucesso e o fracasso estão diretamente ligados a esse aspecto.

 

Como exemplo, é possível citar novamente a Copa do Mundo, quando, em 2014, o Brasil os atletas brasileiros deixaram evidente que perderam a capacidade motivacional a partir do segundo gol contra a Alemanha. O resultado final foi o alarmante 7 a 1.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]