Pele

Entenda os diferentes graus de acne e saiba como tratá-la

Por Redação Doutíssima 08/01/2015

A acne é problema recorrente entre os adolescentes, é motivo de baixa autoestima e de deboche pelos mais jovens. Provoca cravos, espinhas, cistos, caroços e cicatrizes. Mas é importante entender que a espinha em si não é chamada de acne, mas o conjunto dessas manifestações. Em menor proporção, também atinge os adultos. Os graus de acne variam.

graus de acne

Problema atinge mais os jovens e causa baixa autoestima, mas pode ser tratado. Foto: iStock, Getty Images

Diferentes graus de acne

Esses diferentes níveis se manifestam principalmente nos ombros, na face e na parte superior do torax. Conforme as características, o número e a intensidade a acne é classificada em 5 graus:

1. Acne Comendônica (Grau 1)

Apresenta apenas a presença de cravos. Sem lesões inflamatórias, espinhas ou cistos. Dos graus de acne é o mais leve. Existem três tipos de comedões, como são chamados os cravos.

O comedão fechado (cravo branco) é esbranquiçado ou cor da pele, possui forma esférica, após perfurado pode extrair uma massa esbranquiçada. Comedão aberto (cravo preto), que pode ser eliminado facilmente e pode sofrer inflamação.

2. Acne Pápulo-Pustulosa (Grau 2)

Existe a presença de cravos e espinhas pequenas, que possuem lesões inflamadas e com pontos amarelos de pus, chamados de pústulas. O quadro tem intensidade variável podendo ter muitas ou poucas inflamações.

3. Acne Nódulo-Cística (Grau 3)

É caracterizada pela presença de cravos, espinhas e cistos. Existe grande reação inflamatória, com lesões profundas, avermelhadas e dolorosas.

4. Acne Conglobata (Grau 4)

É caracterizada pela presença de cravos, espinhas e cistos, que causam uma inflamação mais grave e aparência desfigurada. Os nódulos possuem pus, são numerosos e grandes. Costumam aparecer no pescoço, face, tórax e até chegar a região glútea.

5. Acne Fulminans (Grau 5)

Surgimento de lesões graves, com cistos dolorosos que ulceram deixando cicatrizes. Sintomas como febre, mal estar e dor no corpo. Dos graus de acne é o mais raro e mais comum no sexo masculino.

Prevenção da acne

O aparecimento de acne depende muito dos hormônios e da predisposição em acumular sebo nos poros. Isso varia de pessoa para pessoa. Para quem já possui algum dos graus de acne ou indicio à ter pode tomar alguns cuidados para amenizar o seu quadro:

  • Evitar alimentos muito gordurosos e calóricos
  • Evitar exposição solar intensa e usar diariamente protetor solar
  • Controlar o estresse
  • Não mexer nas espinhas e cravos para evitar inflamações.

Tratamento para os diferentes graus de acne

Porém, se no seu caso já não se trata mais de prevenção e sim de um tratamento adequado para seu tipo de acne, o primeiro passo é buscar um dermatologista de confiança. O especialista vai examinar e dar o diagnóstico de qual dos graus de acne você apresenta.

Praticamente todos os casos de acne podem ser controlados. Alguns podem se resolver naturalmente e outros com auxílio de um tratamento tópico, utilizando produtos contendo peróxido de benzoíla, ácido retinóico e seus derivados, antibióticos e ácido salicílico, também loções adstringentes e esfoliantes.

O dermatologista pode optar também por tratamentos mais efetivos como antibióticos orais, pílulas anticoncepcionais ou reguladores de hormônios. Lasers, peelings e limpeza de pele também são formas de controlar a acne.

 

 


Sites parceiros