Motivação

Confira dicas sobre como aceitar elogio sem constrangimento

Por Redação Doutíssima 05/10/2015

Seja no emprego, na faculdade ou na roda de amigos, reagir a um elogio nem sempre é fácil, principalmente para quem é tímido. Mas tome cuidado: não aceitar ou negar o que de bom ressaltam em você pode estar ligado a problemas com insegurança.

elogio-Fortissima-iStock-Getty-Images

Agradecer e sorrir é uma das formas mais básicas de reação a um elogio. Foto: iStock, Getty Images

5 dicas de como receber um elogio

Entenda os motivos pelos quais algumas pessoas não aceitam elogios e veja como reagir quando você for elogiado:

 

1. Controle a modéstia

Nem sempre é uma boa ideia negar o elogio assim que você o recebe. Ao questionar o que o outro falou, você pode transmitir uma imagem de arrogância. Além disso, quem muito nega críticas positivas também passa a impressão de que deseja que reafirmem ainda mais suas qualidades.

 

2. Não seja tímido

Para aqueles que sofrem de timidez, ser elogiado é ainda pior. As bochechas coram, as mãos suam e você não sabe para onde olhar. Nesses casos, lembre-se que o elogio é um gesto de admiração e reconhecimento. Pense nele como um estímulo para a autoestima.

 

3. Agradeça sempre

Parece óbvio, mas é possível esquecer de dizer “obrigado” às vezes. Sorrir e agradecer é uma das formas mais básicas de reação que alguém pode ter nesses casos, mesmo que o ato não lhe pareça totalmente sincero.

 

4. Se possível, retribua

Entre as formas de lidar com um elogio também está a troca. Não seja artificial, apenas pense em algo bom a ressaltar na pessoa que o elogiou, mas que esteja relacionado ao assunto. Por exemplo, se alguém disser que gostou do seu vestido, não combina dizer de volta que a pessoa é muito divertida.

 

5. Dê os devidos créditos

Só você recebeu um elogio por um trabalho em grupo? Lembre-se dos colegas e amigos que o ajudaram no projeto e os mencione em seus agradecimentos.

Consequências de elogiar em demasia

Agora que você sabe como receber um elogio sem parecer arrogante, imagina como deva ser conviver com alguém que “se acha”? Pesquisadores das Universidades de Amsterdã, na Holanda, e de Ohio, nos Estados Unidos, tentaram entender como uma pessoa se torna narcisista.

A resposta está na infância e na educação dos pais. Os estudos foram voltados a quase 600 crianças de 7 a 12 anos, além de mais de 400 mães e quase 300 pais. O resultado apontou que os filhos supervalorizados pela família, que escutam elogios como “você é o melhor” e “você é o mais inteligente”, são aqueles que correm o risco de se tornarem adultos narcisistas.

O estudo mostrou que aqueles que recebem tratamento especial e têm falhas relevadas o tempo todo também estão propensos a esse tipo de comportamento no futuro. Além disso, o elogio exagerado pode trazer mais problemas para a vida adulta da criança.

Entre eles, está a possibilidade de agressividade quando é criticado, rejeitado ou não reconhecido. Alguns grupos de crianças também podem desenvolver depressão, ansiedade e até mesmo dependência de drogas por conta do tratamento diferenciado, de acordo com a pesquisa.

Nesse caso, o trabalho aconselha os pais a aumentar a autoestima dos filhos e reduzir os níveis de narcisismo por meio do amor e da compreensão, mas sem “colocar a criança em um pedestal”.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre o elogio? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros