O cabelo sintético representa uma alternativa para todas as pessoas que almejam maior versatilidade em penteados. Mas assumir extensões além dos fios naturais demanda cuidados redobrados, afinal, sua manutenção é ainda mais trabalhosa. Especialmente para manter a boa estrutura, é imprescindível tomar algumas precauções.

Independente da forma de uso do cabelo sintético, seja como apliques, perucas ou dreads, o primeiro passo é escolher um material de qualidade. Geralmente, quanto mais barato o valor, menos resistente é. Isso significa menor durabilidade e resistência às temperaturas altas, como as da chapinha, babyliss e secador, utilizados para modelar os fios.

cabelo-sintetico-Fortissima-iStock-Getty-Images
Cabelo sintético demanda lavagem especial e cautela com altas temperaturas. Foto: iStock, Getty Images

 

Cabelo sintético: dicas para preservar

Se o seu objetivo é garantir um visual sempre em alta, é importante manter cuidados básicos que ajudam a manter o bom aspecto do cabelo sintético. Confira, abaixo, alguns deles:

1. Desembarace diariamente

Pelo menos uma vez por dia, penteie as suas extensões com um pente próprio para isso. A prática ajuda a evitar que os fios fiquem embaraçados e com frizz. O processo pode ser facilitado com produtos em spray específicos para cabelos sintéticos.

2. Tenha cuidado com as temperaturas

A maioria dos cabelos sintéticos têm um formato naturalmente mais liso ou levemente ondulado. Por isso, sempre que for necessário modelar os fios com o auxílio de secador, chapinha ou babyliss, é preciso ter cautela.

Antes mesmo de adquirir uma madeixa sintética, é necessário considerar o quanto você deseja modelar. Se você for adepta ferrenha dos modeladores, invista um pouco mais em uma opção com fibras resistentes – como a monofibra e a termofibra – que toleram melhor as alterações de temperatura.   

Uma alternativa para quem deseja cachear as madeixas de forma mais sutil, sem correr o risco de derreter o cabelo sintético, é investir nos bobs. Para isso, basta lavar as mechas com água quente, enrolar os bobs e deixar o cabelo secar naturalmente. Ao retirar os acessórios, os fios estarão ondulados.

3. Limpe os resíduos

É de fundamental importância, por questões estéticas e higiênicas, limpar bem o cabelo sintético. Por isso, especialmente nos dias em que você utilizar sprays, invista em um shampoo e um condicionar anti-resíduos, fabricados especialmente para apliques.

Esses produtos contêm fibras que ajudam a evitar o embaraçamento dos cabelos. Uma dica essencial para a preservação dos fios é realizar a lavagem com água fria.

Quando substituir o cabelo sintético?

O principal indicador de que está na hora de mudar o cabelo sintético é o seu próprio aspecto. Normalmente, eles começam a ficar desbotadas e desajeitadas após cerca de seis semanas de uso. Então, é necessário optar por renovar ou remover o aplique. Para isso, vale a pena contar com a opinião e a ajuda de um cabeleireiro especialista.

Se as pontas do cabelo sintético ficarem com uma aparência feia antes da raiz, também é possível cortar essa parte. Depois, uma boa dica é fazer uma espécie de tratamento, aplicando um óleo de argan e escovando as mechas. Após uma hora, basta lavar normalmente e o aspecto estará renovado.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA