[the_ad_group id="16401"]
Beleza > Cabelos

Entenda causas e veja dicas para recuperar o cabelo estragado

Por Redação Fortíssima 29/03/2016

Fios opacos, secos, quebradiços e indomáveis. Esses são os principais sintomas de um cabelo estragado. Se você se identificou com eles, saiba que não está sozinha: as madeixas danificadas costumam ser resultado de algumas práticas comuns no universo feminino, como químicas de tintura ou alisamento e uso de chapinha e babyliss.

Na maioria dos casos, o que acontece é a presença de danos que atingem a camada externa, responsável por proteger a cutícula dos fios e a principal responsável por manter o penteado com um aspecto brilhante.

Entenda as causas do cabelo estragado

Segundo a dermatologista Carolina Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia, um equívoco comum em relação ao cabelo é acreditar que uma aparência bonita, resultado de alisamentos e tinturas, é sinônimo de fios fortes e bem cuidados.

O que ocorre é que as madeixas podem estar danificadas mesmo sem muitos sinais visualmente aparentes. Neste cenário, os fios estragados são incapazes de se curar naturalmente. Conforme explica a especialista, às vezes a alternativa é aguardar o crescimento de novos fios a partir do couro cabeludo.

Por isso, fique atenta: os mesmos procedimentos que fazem o cabelo parecer lindo, podem igualmente danificar sua estrutura. De acordo com a médica, os dois principais vilões são o calor e a química. Eles fazem os fios fritarem, sofrendo diversas alterações.

O calor, ressalta Carolina, produz uma condição conhecida como cabelo bolha. O que ocorre é que a água presente nos fios, responsável por sua flexibilidade, aquece e evapora, ocasionando a formação de bolhas dentro da haste do cabelo. O resultado desse processo são sinais como cheiro de queimado, pontas quebradiças e com frizz.

Popular entre as amantes do cabelo liso, a chapinha é uma das principais responsáveis pelo aspecto danificado dos fios. Especialmente quando associada ao uso de produtos químicos como glutaraldeído ou formoldeído, utilizados na técnica de escova progressiva para manter as madeixas permanentemente retas.

Os químicos usados na progressiva são potentes disjuntores, responsáveis por quebrar as ligações químicas que causam a ondulação dos fios, deixando-os lisos, mas também mais opacos e danificados.

cabelo estragado

Cabelo estragado tem relação com tinturas e chapinha. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para atenuar danos capilares

Se você está com cabelo estragado e fraco, recuperá-lo por completo pode ser tarefa árdua – mas nem por isso impossível. O primeiro passo é adotar alguns cuidados básicos, conforme ensina Carolina:

  • Deixe os fios secarem naturalmente após o banho
  • Não coloque o secador na temperatura mais alta quando precisar utilizá-lo
  • Hidrate o cabelo regularmente, seja em casa ou no salão
  • Evite a escova progressiva e a tintura, especialmente se os fios já estiverem danificados
  • Prefira usar tonalidades com, no máximo, três tons de diferença do seu cabelo natural, caso deseje tingi-lo
  • Escolha um shampoo e condicionador especiais para o seu tipo de cabelo. Eles não precisam ser caros, o essencial é que sejam adequados ao seus fios
  • Deixe a oleosidade do couro cabeludo determinar a frequência das lavagens. Certifique-se de lavar bem o couro cabeludo, pois é onde o óleo se acumula. O condicionar deve ser usado apenas nas extremidades dos fios.

[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]