[the_ad_group id="16401"]
Dica do Nutricionista

Alimentação antienvelhecimento favorece a longevidade e dá mais sabor às suas refeições

Por Redação Doutíssima 13/05/2014

Uma das poucas coisas na vida das quais temos certeza é de que estamos envelhecendo a partir do momento em que nascemos. Apesar de não podermos impedir a velhice, podemos viver a beleza da maturidade de forma bastante saudável.

Mas como algumas pessoas conseguem manter um organismo mais jovem do que outras? A resposta pode estar relacionada à maneira como elas se alimentam. Estudiosos apostam na alimentação antienvelhecimento para auxiliar nesse processo.

alimentação antienvelhecimento

As azeitonas são cheias de gorduras do bem, que reduzem a inflamação celular. Foto: Shutterstock

A ideia da alimentação antienvelhecimento é atrasar o relógio biológico interno e conservar homens e mulheres mais jovens por mais tempo. Pode parecer incomum, mas é plenamente possível e nada fantasioso.

Ao longo dos anos, o excesso de radicais livres pode causar alterações irreversíveis nas células ou mutações. Isso pode favorecer o desenvolvimento de doenças como o câncer, por exemplo. Esses danos também podem contribuir para o enfraquecimento do sistema imunológico e para o envelhecimento precoce.

Como ter uma alimentação antienvelhecimento

Integram a alimentação antienvelhecimento uma série de produtos. São comidas naturais, ricas em fibras, dotadas de gorduras boas, vitaminas e nutrientes, as quais, por suas características, só benefícios trazem para a saúde. Assim, permitem que vivamos mais e melhor.

São considerados como melhores opções para manter uma alimentação antienvelhecimento, dentre outros, os seguintes produtos: óleo de linhaça, brotos de alfafa, frutas vermelhas (morangos, amora, framboesa, açaí), vegetais crucíferos (brócolis, repolho, couve, couve-flor), alho, soja, chá verde, espinafre, aveia, própolis, salmão e gorduras monoinsaturadas (azeite extra-virgem de oliva, óleo de macadâmia e óleo de semente de uva).

Ainda podemos adicionar ao cardápio da alimentação antienvelhecimento o abacate, a semente de gergelim e as azeitonas, cheias de gorduras do bem, que reduzem a inflamação celular.

Caso sejam ingeridas com outros alimentos, essas gorduras retardam a absorção do açúcar resultando na eliminação da gordura acumulada na cintura. Além disso, as boas gorduras formam as membranas das nossas células, protegendo o colágeno da degradação.

Na contramão, os alimentos que mais provocam o aceleramento do processo de envelhecimento orgânico, se consumidos regularmente, são o açúcar, produtos refinados de uma maneira geral (farinha e arroz branco), frituras em geral, carne vermelha e bebidas alcoólicas.

Radicais livres

A alimentação antienvelhecimento vem ao encontro de uma teoria aceita sobre os radicais livres, os quais atuam no processo de envelhecimento. São substâncias formadas no próprio organismo a partir das reações metabólicas e que prejudicam o desempenho das células, acelerando sua oxidação e seu desgaste.

O corpo produz antioxidantes para se defender. Os radicais também aparecem como resposta ao estresse da vida moderna, ao excesso de atividade física e às agressões do meio ambiente e toda a produção química utilizada pela indústria alimentícia.

Há, no entanto, uma singela contradição quanto a estes minúsculos agressores de células: quando em pequena quantidade, são benéficos e auxiliam no combate a infecções. Por outro lado, quando em grande quantidade, ou se ocorrer de as células perderem aquele vigor de quando a pessoa era mais jovem, o organismo não consegue neutralizar essas substâncias. O resultado, diante dessa condição, é o inevitável envelhecimento precoce.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

Alimentação saudável: saiba quais são as gorduras do bem e onde encontrá-las

Reeducação alimentar: tudo o que você precisa saber antes de começar uma dieta

Conheça os alimentos que tiram o sono e invista numa dieta muito mais motivadora

Nutricionista confirma: segunda-feira é o melhor dia para começar a dieta!

Dúvida do leitor: Doutor, quero emagrecer. Posso comer arroz na dieta?

Qual dieta para perda de peso é a melhor: pobre em gorduras ou em carboidratos?

Quem são os vilões da alimentação: carboidratos, proteínas ou gorduras?


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]