[the_ad_group id="16403"]
Cabelos

6 truques para você acertar na escolha da tintura para cabelo

Por Redação Doutíssima 26/08/2014

Toda mulher gosta de mudar o corte e a cor do cabelo regularmente. E, a cada dia, é possível encontrar formas de fazer isso em casa. Graças à tintura para cabelo encontrada nas farmácias e lojas de cosméticos, em poucos minutos pode-se acordar morena e dormir ruiva.

Além disso, pode esconder aqueles primeiros cabelos brancos em instantes. A vantagem de modificar a cor, ao contrário de outras partes do corpo, é que o processo é simples e não invasivo.

tintura-para-cabelo

Uso de tintura para cabelo traz bons resultados com pequenos cuidados e dicas. Foto: Shutterstock

Para ter o resultado esperado, porém, é preciso conhecer mais sobre a tintura para cabelo e como ela age nos fios. Isso porque uma tinta de tom vermelho vai agir de uma forma em um cabelo naturalmente castanho e de outra forma em um loiro. Mas você sabe como isso acontece? Veja várias dicas sobre o tema e nunca mais erre na escolha.

Dicas para escolher a tintura para cabelo certa

1. Qualidade

Você precisa de uma boa tintura para cabelo para ter um resultado realmente satisfatório. Isso porque além de uma cor bonita, o produto precisa deixar o seu cabelo bonito. Geralmente, depois de pintar o cabelo, os fios ficam fracos e quebradiços.

2. Qual o resultado?

Existem muitos tipos de tintura para cabelo. Elas podem ser permanentes, tonalizantes e naturais, como a henna, ou seja, nestas duas últimas opções a tinta sai conforme as lavagens do cabelo. Vale lembrar que para cabelos brancos, o ideal é a tintura permanente, única que consegue pigmentar os fios.

3. Procure uma ação extra

Ao escolher uma tintura, procure eleger a que mais traz benefícios para os fios. Veja se além de tingir ela irá te proporcionar benefícios para os fios. Muitas delas são ricas em queratina, o que pode restaurar ou agredir menos a estrutura capilar.

4. Atenção à cor

A grande dúvida é a hora de escolher a cor. Normalmente, é melhor ficar dentro dos tons originais dos fios, pois é uma mudança que leva menos tempo e dá uma imagem mais natural. Além disso, os tons mais parecidos com a nossa cor natural geralmente deixam os cabelos com uma aparência mais saudável, porque eles precisam de menos procedimentos e substâncias químicas nocivas.

Por exemplo, se você tem a pele escura, o cabelo varia de castanho médio a preto escuro. Assim, os melhores tons para você são o mel para clarear e chocolate para escurecer. Alguns vermelhos também podem trazer bons resultados.

5. Quantidade de tinta

As vezes este é um dos grandes erros que cometemos ao tentar pintar os cabelos em casa: a quantidade de produto usada. Isso vai depender do tamanho, ou seja, uma pessoa com cabelos curtos a médios, consegue pintar os fios com apenas uma caixinha de produto. Mas se os seus fios são longos, duas ou mais caixinhas são necessárias.

6. Decifrando a numeração

Em uma tintura para cabelo, geralmente existe um número que corresponde à cor exata da tinta. É importante sempre guardar este número para o caso de você desejar usar outra marca e ter o mesmo resultado. Os primeiros números correspondem à cor principal. Geralmente vão de 1 a 10, onde os primeiros são os tons mais escuros.

Além disso, muitas delas possuem mais números, que correspondem aos reflexos, que podem ser 0 (natural), 1 (acinzentado), 2 (violeta), 3 (dourado), 4 (cobre), 5 (acaju), 6 (vermelho) e 7 (marrom).

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]