[the_ad_group id="16401"]
Sexualidade

Sexo tântrico estimula a busca do prazer máximo e duradouro

Por Redação Doutíssima 23/05/2014

A proposta principal do sexo tântrico é chegar a um prazer extremo, maior do que existe no orgasmo tradicional e manter esta sensação por um tempo bem superior ao considerado normal.

O sexo carnal é diferente do sexo tântrico. No sexo tântrico, não existem atitudes agressivas e violentas, não existe a chamada “sacanagem” e o que se procura é fazer amor, literalmente amor. Aliás, a forma mais correta de denominação da técnica seria “amor tântrico”.

No sexo tântrico, não existem atitudes agressivas e violentas, apenas o amor. Foto: Shutterstock

No sexo tântrico, não existem atitudes agressivas e violentas, apenas o amor. Foto: Shutterstock

Como praticar o sexo tântrico

Para a prática do sexo tântrico, o ambiente deve estar em temperatura agradável, o casal deve ter disposição de tempo e se encontrar tranquilo e de banho tomado, com a pele bastante limpa. O sexo tântrico não deve ser realizado no escuro para que ambos possam visualizar-se de maneira integral.

Os parceiros devem estar frente à frente, sentados na cama, trocando expressões agradáveis, como: “eu amo você”, “você me faz feliz”, etc. Enquanto falam, eles acariciam os rostos, fazem carinhos nos braços um do outro e nas costas, beijam os lábios, as faces e se olham nos olhos de maneira profunda.

É indicado que o sexo tântrico comece com os dois parceiros sentados, um pouco inclinados para trás e apoiados em seus braços. Uma leve penetração acontece, mas ela não deve ser profunda e os movimentos que sucedem a ela devem ser circulares. O homem penetra a mulher, no máximo, na altura de sua glande. O objetivo é causar excitação em ambas às partes.

Depois de alguns minutos, entre pausas de penetrar levemente a mulher e desfazer totalmente a penetração, ambos passam para o próximo passo, onde ocorre a penetração profunda. A mulher procura afastar ao máximo as pernas e forma, entre elas, um ângulo que se assemelha à letra V.

Nesta fase, deve-se fazer a penetração profunda, porém, evitando os movimentos de vai e vem. A mulher, sendo adepta do pompoar, pode, inclusive, por em prática suas técnicas de relaxamento e contração dos músculos vaginais, mas de forma leve, a ponto de não fazer com que o parceiro entre em processo de ejaculação.

Outras posições

A posição que dá sequência ao sexo tântrico é mais cômoda para o homem e coloca a mulher em dominação. Ele deve encontrar-se deitado, estendido de maneira confortável, com uma almofada ou um travesseiro inclinando seu pescoço, levemente, a fim de que ele possa visualizar a parceira como um todo. A mulher, então, o penetra, enquanto estiver em posição de agachamento.

Primeiramente, a penetração não é profunda e, portanto, exige da parceira força nas pernas para sustentar seu próprio peso, evitando que a penetração ocorra além do limite da glande. Ambos, neste momento, encontram-se muito excitados e devem resistir para que o prazer seja prolongado e o orgasmo final seja maior.

Agora, a mulher o penetra estando agachada, somente com a planta dos pés em contato com a cama. O parceiro pode auxiliá-la, enquanto entrelaça suas mãos com as delas. Os movimentos são suaves, lentos e pelvicamente circulares.

Após o descanso, a mulher pode voltar a sua posição anterior e ousar penetrações mais profundas, com movimentos mais circulares do quadril. Ela deve parar assim que sentir que a excitação está próxima a chegar ao clímax, desfrutando de tudo o que o sexo tântrico pode oferecer.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Saúde da mulher. Corrimento esverdeado: o que pode ser?

Corrimento na gravidez: por que acontece e como tratar

Guia do corrimento vaginal. Tudo o que você precisa saber sobre corrimento: quais tipos, cores, cheiro, como diagnosticar e tratar

Futuras mamães: fiquem de olho no corrimento amarronzado na gravidez

Dúvida do leitor: corrimento na gravidez prejudica o bebê?

Corrimento com mau cheiro: como tratar

Corrimento vaginal: aprenda a descobrir quando o corrimento vaginal indica um problema de saúde

Camisinha que vibra – conheça a novidade que vai balançar o seu relacionamento

Camisinhas diferentes podem ser uma boa opção para sair da rotina com o seu parceiro. 

Bill gates investe na camisinha do futuro

Qual o momento certo de parar de usar a camisinha com o seu parceiro(a)?

Conheça os tipos de camisinha que dão mais prazer

Etiqueta do sexo: como fazer sexo oral sem tabu

Saiba tudo sobre a AIDS: causas, sintomas e tratamento


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]