Remédios Caseiros

Faça remédios caseiros para melhorar a memória

Por Redação Doutíssima 18/10/2014

Seu carregador de celular vive fugindo de você? Guardou as chaves de casa tão bem que não faz ideia de onde encontrá-las? Esqueceu o nome daquele colega novo do trabalho que conheceu há dois segundos? Os problemas de memória podem se manifestar em diversas situações cotidianas. Aprenda a fazer remédios caseiros para amenizar esses lapsos.

memória

Lapsos de memória são comuns no dia a dia, mas podem ser amenizados. Foto: iStock, Getty Images

Chás para melhorar a memória

Comece preparando o chá de alecrim com ginkgo biloba, que acelera a circulação sanguínea do cérebro, beneficiando a troca de informações entre os neurônios. Esse chá também potencializará sua atenção.

Separe cinco folhas de gingko biloba, uma folha de alecrim e um copo de água. Leve a água ao fogo até ferver, acrescente os demais ingredientes e deixe descansar. Coe e beba de duas a três xícaras todos os dias.

O ginseng, outra planta medicinal da cultura chinesa, também pode ser usado para combater a perda de memória, auxiliando no funcionamento do cérebro. Em uma panela pequena, coloque para ferver um punhado de alecrim, um punhado de ginseng, uma colher (chá) de noz moscada em pó e dois copos médios de água. Depois coe o chá e consuma ainda morno, de duas a três vezes por dia, todos os dias.

Sucos também podem ajudar a memória

Se preferir uma bebida gelada para melhorar sua memória, prepare um suco de beterraba com amora, rico nas vitaminas A, B1, B2, B5 e C, que melhoram a oxigenação das células cerebrais. Basta bater no liquidificador duas beterrabas descascadas e cortadas em cubos, duas amoras picadas e um copo de água. Tome esse suco sem coar, sempre que possível.

Um suco de alcachofras também pode ser feito para aguçar a memória. Puxe folha por folha de uma alcachofra e coloque em um recipiente com água (a planta deve ficar submersa). Feito isso, encha uma panela grande com água, coloque o recipiente dentro e ferva por duas horas (técnica banho-maria). Depois, extraia o líquido das folhas para conseguir o suco e tome quatro colheres (sopa) quatro vezes ao dia.

Alimentação

Muitos alimentos possuem propriedades capazes de apurar a memória. Um deles é o peixe, que protege os neurônios contra os radicais livres, conhecidos destruidores de células. Do mesmo modo, a maçã auxilia no amadurecimento das células e incita os mecanismos cerebrais associados às lembranças. Tome três sucos diários ou coma a fruta.

Os morangos e nozes, assim como a uva, possuem efeitos antioxidantes, também combatendo os radicais livres e estimulando o cérebro. Saboreie em sucos ou ingerindo a fruta na sua versão sólida. Até mesmo um suco de uva ou taça de vinho tinto durante as refeições já provocam resultados positivos.

Fatores como a preguiça, má vontade, raiva, desinteresse e cansaço também podem desencadear a perda de memória. Por isso, procure livrar-se deles tendo uma boa noite de sono e sendo positivo. Jogos de estratégia e palavras cruzadas que exigem concentração também são uma boa pedida. Caso julgue necessário, procure um médico, que poderá dar um diagnóstico mais apurado sobre a situação.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros