Dieta

Veja como elaborar um cardápio na dieta da proteína

Por Redação Doutíssima 21/10/2014

A dieta da proteína antigamente era indicada apenas para pessoas que desejavam ganhar ou manter massa muscular. Há algum tempo, porém, percebeu-se que essa é uma ótima opção para perder peso de forma rápida, sem perder a musculatura, pois queima a gordura.

dieta-da-proteína

Siga as dicas e prepare as receitas para perder peso. Foto: iStock, Getty Images

Com a drástica diminuição no consumo de carboidratos e açúcares o corpo utiliza a gordura estocada como fonte de energia. E você seca rapidamente!

 

Nessa dieta, a vantagem é não precisar contar calorias. Você come até ficar satisfeito. As gorduras não são proibidas, mas a melhor e mais saudável opção é escolher os alimentos com baixo teor de gordura.

 

O aumento da ingestão de proteínas pode sobrecarregar os rins, então é preciso beber no mínimo 2 litros de água por dia. O consumo de sal e alimentos com muito sódio também devem ser evitado na dieta da proteína.

 

Alimentos permitidos na dieta da proteína

 

Está liberado o consumo de qualquer tipo de proteína. O ideal é optar por carnes magras, feijão, lentilha, frango, peixes, frutos do mar, queijos tipo cottage, lacticínios nas versões light ou 0% gordura, ovos, especialmente a clara e gelatina diet.

 

Verduras e legumes como espinafre, brócolis, alface e couve-flor podem acompanhar as refeições. As frutas permitidas na dieta da proteína são o damasco, banana, morango, melancia, figo e laranja. Estes itens devem ser consumidos com cautela.

 

Dieta da proteína e o que não pode

 

Carboidratos e doces são totalmente proibidos nesta dieta. Então, nada de arroz, massa, bolachas, batata, milho, refrigerante, água de coco, pão, bolo, bolacha, doces ou balas. Refrigerante diet é permitido, mas seu consumo deve ser moderado pelo teor de sódio existente na bebida.

 

– Dicas para o café da manhã

 

Com criatividade é possível montar um cardápio para a dieta da proteína que não seja enjoativo ou repetitivo. Ovos mexidos, omeletes com bacon, presunto ou salsicha, além de aveia e requeijão, são algumas opções.

 

Para beber, pode escolher entre café com leite, chás e iogurte. A fruta pode completar o cardápio. Iogurte, ovo cozido e fruta também são opções para os lanches intermediários.

 

– Almoço e jantar

 

Você pode optar pela carne que quiser: vermelha, porco, peixe, frango sem pele, linguiça assada, grelhada ou refogadas sem gordura. Ovos e omeletes também. Se você gosta de comida japonesa, um prato de sashimi pode ser uma opção deliciosa na dieta da proteína.

 

É importante comer um prato de feijão ou uma sopa de lentilhas para a sensação de satisfação e para fornecer energia ao corpo. À noite, evite o excesso de carnes e bacon e tente incluir alguns vegetais, pelo menos, nesta refeição.

 

Sugestão de cardápio

 

Café da manhã: ovos mexidos com chá mate + uma banana.

Lanche: porção de morangos + iogurte desnatado.

Almoço: sopa de lentilhas com frango assado, brócolis no vapor + 1 taça grande de gelatina diet.

Opção 2: 1 filé grande de frango grelhado com cebolas + 1 prato de mix de salada como alface, rúcula ou agrião, pepino, temperado com molho de iogurte.

Lanche da tarde: dois ovos cozidos.

Jantar:  bife de carne vermelha grelhado com espinafre e couve-flor refogados com cebolinha e cheiro verde.

Ceia: chá de hibisco ou um pote de iogurte desnatado ou light.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros