Remédios Caseiros

Trate os sintomas da caxumba com remédios caseiros

Por Redação Doutíssima 24/10/2014

Embora a cura total da caxumba seja impossível apenas com soluções caseiras, seus sintomas podem ser aliviados com tratamentos caseiros. A doença, que se caracteriza por inchaço decorrente de inflamação, acaba deixando o corpo por si própria, mas o alívio de seus incômodos pode estar ao seu alcance. Confira a seguir algumas alternativas que podem ajudar bastante.

caxumba

Remédios naturais e caseiros podem ajudar a aliviar os sintomas da caxumba. Foto: iStock, Getty Images

Remédios caseiros para tratar a caxumba

Gengibre

Uma receita bastante usada para tratar os sintomas da caxumba é à base de gengibre. Você vai precisar de três colheres de sopa de gengibre em pó com quantidade de água suficiente para que forme uma pasta. Esta pasta deve ser colocada sobre o local onde aparece o inchaço, a fim de reduzir a inflamação. Para aliviar a dor, friccione polpa de aloe vera no local inchado sempre que sentir necessidade.

Açafrão

Você pode optar por uma pasta de folhas de margosa e açafrão em pó para tratar os sintomas da caxumba. Da mesma forma que a pasta de gengibre, misture os ingredientes com água até que adquira a consistência pastosa. Depois do preparo, deixa repousar sobre o local inchado por aproximadamente 15 minutos, diariamente.

Figueira sagrada

Separe e aqueça quatro folhas de figueira sagrada e regue, em seguida, com um pouco de azeite de oliva. Deixe esta solução por 15 minutos sobre a área inchada antes de dormir.

Água do arroz

Durante o dia, beba três a quatro copos da água do arroz cozido. Acrescente uma colher de chá de gengibre em pó ou uma colher de alho em pó. Caso prefira, você pode substituir esse preparado por um dente de alho, que pode ser ingerido todos os dias, até que os sintomas da caxumba sumam.

Evitar os cítricos

Pacientes que estão em tratamento contra a caxumba devem evitar o consumo de frutas cítricas, como o limão e a laranja. Prefira o suco de cenoura com espinafre, em quantidades generosas, todos os dias. Além disso, o repouso absoluto é uma das principais armas para acelerar o processo de recuperação.

Crianças são o alvo principal

A doença atinge mais frequentemente as crianças, e a vacina ainda é o meio mais eficaz de prevenção. A caxumba é uma doença viral contagiosa, e a inflamação que ela provoca atinge mais especificamente as glândulas salivares, localizadas atrás das bochechas.

A transmissão acontece por gotas de secreção do muco dos doentes, que é liberado por tosse ou espirro e que se deposita em superfícies logo depois de ser lançado ao ar. Os sintomas levam de três a quatro dias para se manifestar após o contágio.

Alguns sintomas são visíveis, como o inchaço sob as orelhas. Mas existem ainda sintomas físicos, como a dores musculares, de garganta, diminuição ou até mesmo perda do apetite e fraqueza.

Se não tratada, a caxumba pode resultar em complicações bem graves, como inflamação no ouvido – levando à surdez –, nos testículos, tireoide, cérebro e nos ovários. Nas mulheres, aumenta o risco de aborto e, nos homens, pode causar a infertilidade.


Sites parceiros