Guia do Sexo Anal

Géis anestésicos eliminam as dores, mas não são recomendados

Por Redação Doutíssima 06/11/2014

O medo de sentir dor durante uma relação sexual anal faz muitas mulheres usarem produtos anestésicos com seus parceiros durante a transa. Essa pode até parecer uma ótima ideia num primeiro momento, já que a dor será evitada, uma vez que a região ficará adormecida. Mas depois você poderá perceber que foi uma má decisão, se a penetração for feita com força exagerada.

anestesicos

Uso de anestésicos não é muito recomendado para a prática do sexo anal. Foto: iStock, Getty Images

Anestésicos devem ser usados com cautela

Um dos produtos anestésicos mais usados por quem quer evitar dor na relação anal é o gel lubrificante com anestesiante.

Esse tipo de gel provoca dormência da mucosa do ânus e do músculo do órgão, chamado de esfíncter. Assim, se, por um lado, a mulher não vai sentir a desagradável sensação de dor, por outro ela também não saberá quando a penetração está passando do limite e causando machucados.

Portanto, o recomendado é que sejam usados outros tipos de lubrificante, que apenas facilitam a penetração, mas sem nenhum tipo de anestesia na região anal.

O uso de pomadas com anestésicos também não é aconselhável pelos mesmos motivos que os géis lubrificantes anestesiantes não são indicados. Como ela reduz a sensibilidade do ânus – agindo apenas na mucosa, não provocando relaxamento do músculo do ânus –, quando há força e movimentos repetitivos com muita intensidade, isso pode provocar machucados nas pregas anais e também alguma fissura.

Em sex shops há várias alterativas de produtos lubrificantes que facilitam a penetração e que não são anestésicos, sendo, por isso, mais indicados para o sexo anal. Há opções de géis com sabor de chocolate e menta e até com ação refrescantes. Esses sim valem a pena serem testados.

Alternativas caseiras

Muita gente usa cremes ou shampoos para provocar a lubrificação da região anal e facilitar a penetração do pênis. No entanto, nenhum desses produtos é adequado para cumprir com essa função. Vaselina, saliva ou mesmo óleo de cozinha, como alguns teimam em usar, também não são indicados para usar na relação anal. A recomendação é sempre usar produtos específicos para esta finalidade.

Prefira a excitação aos produtos anestésicos

O ânus é um dos locais com mais terminações nervosas no nosso organismo, por isso, quando é pouco estimulado, provoca dor. E como a região é cheia de pregas, a penetração com pouca lubrificação pode provocar fissuras e sangramento.

Por isso, muita gente recorre aos produtos com anestésicos. O mais aconselhável, no entanto, para evitar ambas as situações, é que a mulher esteja bastante excitada e segura de quer fazer a relação anal. Isso garante o relaxamento muscular na região.

Antes de fazer a completa penetração do ânus e recorrer aos anestésicos para evitar a dor, você e seu parceiro devem estimular bem a região anal. Peça para ele fazer uma boa massagem anal e comece introduzindo primeiramente um ou dois dedos delicadamente.

O ideal é que, na primeira tentativa, o homem não introduza completamente o pênis, mas apenas a cabeça. Numa segunda transa anal, vocês já podem tentar a penetração completa.  

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros