Guia do Sexo Anal

Descubra o que é sodomismo e qual a relação com o sexo anal

Por Redação Doutíssima 05/11/2014

Sodomismo é uma palavra usada para descrever o ato do sexo anal entre homens e mulheres. Por mais que a descrição seja simples, o significado e a origem não são. O sexo anal não é considerado natural por muita gente, já que com a prática não é possível engravidar. Por esse motivo, é tido como algo libertino por pessoas religiosas.

Quando usada a palavra sodomismo, que se origina do termo sodomia, de origem bíblica, entra-se em um certo preconceito. Mas quem pensa assim nem imagina o quanto de gentileza e cumplicidade um casal precisa ter para que seja obtido prazer em uma penetração anal.

sodomismo

Quando praticado com o consentimento, sexo anal não é imoral. Foto: iStock, Getty Images

Os prazeres do sodomismo

Para estranho usar a palavra sodomismo para falar sobre sexo anal, mas mais estranho seria se o gato dissesse: “amor, quero sodomizá-la hoje”. Fora isso, não há nada de estranho no sexo anal. Pelo contrário – ele cumpre o papel de proporcionar momentos maravilhosos entre o casal.

Não é novidade que os homens costumam ter muito desejo nesse tipo de relação, enquanto as mulheres, tradicionalmente, a evitam. Mas quando cedem, são capazes de subir às nuvens, tamanho é o prazer envolvido na prática.

Isso acontece porque a região do ânus é repleta de terminações nervosas, que, quando estimuladas adequadamente, são capazes de dar imenso prazer. Para chegar ao ponto de o homem penetrar completamente a mulher, porém, há um procedimento de conquista que envolve carinho, sedução e muita massagem erótica.

Não será na primeira vez que o homem colocará todo o pênis no ânus da mulher – ele terá de ir aos pouquinhos, estimulando a área para que ela vá acostumando, o que contribui para o aumento do vínculo do casal.

Sodomismo permite outro nível de prazer

Mulheres que já se aventuram pelo sexo anal sabem o quanto é prazeroso a penetração por trás. Como a mulher precisa estar completamente excitada para que não haja dor, o homem acaba fazendo dupla estimulação – ou seja, estimular também o clitóris.

É uma sensação que toda a mulher deveria sentir, mas para isso precisa se libertar dos preconceitos sobre o sodomismo.

Origem bíblica do termo

A palavra sodomismo é originária na palavra sodomia, que não tem na Bíblia, mas derivou da palavra sodomita, ou seja, moradores das cidades de Sodoma, descrita no livro de Gênesis como imunda e cheia de pecados. Tanto que Deus a destruiu completamente, junto com Gomorra, e só sobreviveram aqueles que fugiram sem olhar pra trás, ou seja, abandonaram seus pecados.

Ainda no livro de Gênesis, há relatos de que os homens de Sodoma mantinham relações homossexuais com mais frequência do que relações heterossexuais e, quando forasteiros chegavam à cidade, eram abusados sexualmente. Nos dias de hoje, a Igreja usa a palavra sodomia para descrever homossexualismo, relações anais heterossexuais e mesmo estupro.

Esta explicação é importante, pois ajuda a compreender um pouco da origem do preconceito contra o sexo anal, seja ele entre homens e mulheres ou somente entre homens. Enquanto o tema for tratado como pecado mortal, não há como não evitar os mitos, os preconceitos e os medos. O fato é que não há problema nenhum em praticá-lo, desde que com o consentimento total das duas pessoas.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros