Guia do Sexo Anal

Sexo anal é sodomia? Veja o que isso significa

Por Redação Doutíssima 06/11/2014

A prática do sexo anal é bastante associada aos relacionamentos homossexuais. Mas ela também é bastante praticada por casais heterossexuais que querem experimentar novas formas de prazer. Seja como for, essa prática é chamada, principalmente por pessoas religiosas, de sodomia. Mas você sabe o que esse termo quer dizer?

sodomia

Práticas libidinosas são consideradas sodomia por religiosos. Foto: iStock, Getty Images

O que é sodomia

Esse termo costuma ser utilizado principalmente para designar relações sexuais libidinosas. Não há uma “cartilha” que diga o que é e o que não é considerado uma prática sodomista, mas a penetração anal, seja entre homens ou em um casal heterossexual, é talvez o melhor exemplo.

A sodomia é um termo religioso, que é usado até mesmo em algumas questões jurídicas. A origem do nome é bíblica e vem trazendo, através dos anos, muitas definições e sentidos. Se você quer saber mais sobre a origem histórica desse termo, siga na leitura.

Origem do termo sodomia

Sodomia é um termo de origem religiosa que se refere a certos comportamentos sexuais. Ele é comumente usado para descrever o ato de sexo anal, entre heterossexuais ou homossexuais, mas também pode se referir a atos sexuais que, em algumas culturas ou religiões, são considerados imorais, como o sexo oral e parafilias (fetiches sexuais).

Havia leis que proibiam certos tipos de atividade sexual em algumas culturas antes da Era Moderna em alguns países europeus. Como herança de várias culturas, em várias línguas ocidentais o adjetivo sodomita é usado para descrever aqueles que praticam um tipo diferente de prática sexual, a partir da perspectiva cristã, tais como a homossexualidade, o sexo anal e o sadomasoquismo, para citar alguns.

O termo sodomia vem do nome da antiga cidade de Sodoma, que, de acordo com a Bíblia, foi destruída devido aos pecados sexuais cometidos pela sua população. Tradicionalmente, os pecados cometidos em Sodoma foram conhecidos como a prática de sexo anal entre homens homossexuais, mas há quem dica que, o que aconteceu lá eram atos não consensuais que os nativos praticavam nos homens forasteiros.

O tabu da sodomia

Na Roma antiga, sodomizar um escravo era um sinal de propriedade. Em muitos países a prática da sodomia levou pessoas diretamente para o fogo ou para a prisão, mesmo quando a prática era consensual. Mas a partir o final do século 18, atos sodomistas não constavam mais no código penal de muitos países, embora alguns estados dos Estados Unidos só tenham abolido a penalização dessa prática em 2003.

Por que os homens gostam?

O tema não seria tão polêmico se não fosse prazeroso. Se a mulher ou o homem aceitar a penetração anal pelo parceiro, isso pode desencadear, nele uma fantasia de dominação. Do ponto de vista físico, o sexo anal é um momento de puro prazer masculino.

O esfíncter anal é mais estreito do que a vagina e, por isso, a sensação ao penetrar com o pênis pode ser mais prazerosa. O número de mulheres que concordam em praticar o que antes era considerado sodomia tem aumentado, sinal de que elas também começaram a desfrutar dessa prática.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros