Esporte

Você conhece o deep running? Conheça os benefícios de correr na água

Por Redação Doutíssima 07/11/2014

O deep running é uma modalidade de exercício que une corrida e água. O principal benefício da atividade é a impossibilidade do atleta se lesionar, já que não há impacto dentro da piscina. É um excelente exercício aeróbico devido à resistência oferecida pela água.

deep-running

Exercício feito na piscina tem como característica o baixo impacto. Foto: iStock, Getty Images

Pela ausência de impacto, é uma excelente alternativa para manter o condicionamento físico mesmo quando se está machucado. Muitas pessoas utilizam essa atividade em sessões de fisioterapia. O ideal é combinar uma planilha de treinos que envolva treino na água e em terra, em busca de melhores resultados.

Ausência de impacto é a principal marca do deep running

Toda vez que a pessoa dá um passo em terra firme, as articulações precisam aguentar até três vezes o peso do corpo. No deep running, esse impacto é inexistente. É por isso que se deve revezar as duas atividades, já que a água vai retirar todo o estresse de suas articulações.

O exercício também possibilita aumentar a amplitude dos movimentos e é excelente para atletas que sofram de artrite ou problemas articulares. Mulheres grávidas que gostam de correr, mas não podem fazer isso por causa da gestação, podem praticá-lo sem medo – e com um benefício extra: a pressão da água facilita a eliminação de fluídos.

Outro benefício é o fato de a água oferecer 12 vezes mais resistência do que o ar. Dessa forma, você vai poder chegar muito mais longe correndo dentro de uma piscina. O exercício ajuda a fortalecer os principais músculos da corrida, além de aumentar a flexibilidade do atleta.

Outros fatores que também são trabalhados no deep running são os membros superiores, o aumento de equilíbrio corporal, a melhora do condicionamento físico e também das condições cardiorrespiratórias, além de auxiliar na manutenção da postura.

Perda de peso no deep running

O gasto calórico após 45 minutos de aula é de aproximadamente 420 calorias. A queima de gordura depende do metabolismo e da maneira que o corredor usa a resistência da água. O segredo para se ter bons resultados é fazer força em todo o movimento.

Fazer força além do necessário na corrida dentro da água pode fazer toda a diferença. Pessoas que buscam definição muscular devem aumentar o volume de treino. A água motiva a chegar mais longe, pois a falta de atrito garante mais rapidez e agilidade nos exercícios.

O deep running é muito utilizado por atletas que estão lesionados. Como estão machucados, não podem realizar as suas atividades esportivas até se recuperarem.

Pela falta de atrito da água, o deep running é um exercício que pode ser realizado e que ajuda os lesionados a manter o pique. A corrida aquática acaba acelerando a recuperação, já que a pessoa deixa de ficar em repouso total.

Mas atenção: antes de praticar a corrida na água, é importante que você consulte um médico. Essa prática é recomendada para todas as idades. Caso você esteja machucado, só um fisioterapeuta pode dizer se no seu caso essa prática vai ajudar na recuperação.


Sites parceiros