Clínica Geral

Sintomas do glaucoma: veja que sinais a doença emite

Por Redação Doutíssima 14/11/2014

O glaucoma consiste em um grupo de doenças oculares que provocam danos à visão. Os sintomas do glaucoma variam dependendo do tipo da doença e dos seus efeitos.

sintomas-do-glaucoma

Ao perceber sinais da doença, busque auxílio médico especializado. Foto: iStock, Getty Images

Veja os sintomas do glaucoma

– Glaucoma de ângulo fechado (agudo)

Esse tipo da doença normalmente não provoca muitos sintomas. Ela ocorre quando a saída do humor aquoso é bloqueada. Assim, acaba surgindo uma pressão intraocular. O indivíduo só percebe o glaucoma quando começa a perder a visão, já que a doença é silenciosa.

– Glaucoma de ângulo aberto (crônico)

Esse é o tipo mais comum de glaucoma. Ele tende a ser hereditário, mas a causa mesmo é desconhecida. Acontece da seguinte forma: a pressão ocular aumenta e, com o passar do tempo, vai danificando o nervo óptico, causando perda de visão.

– Glaucoma de ângulo fechado

Os sintomas do glaucoma de ângulo fechado se caracterizam por: dor grave e súbita em um olho, náusea e vômito, visão embaçada, olhos inchados e vermelhos.

– Glaucoma congênito

Os sintomas do glaucoma congênito se caracterizam por aumentar o tamanho do olho, causar nebulosidade na parte frontal, deixar o olho vermelho, causar sensibilidade à luz e lacrimação. Como o próprio nome já diz, a doença ocorre no nascimento.

– Glaucoma secundário

Esse tipo de glaucoma costuma acontecer pelo uso de medicamentos, por traumas e por outras doenças oculares.

Sintomas do glaucoma indicam doença ainda não compreendida

A medicina não compreende ainda quais são as verdadeiras causas dos sintomas do glaucoma. O que se sabe é que essa doença provoca um aumento de pressão dentro do olho e, assim, acaba causando uma lesão no nervo óptico.

Essa pressão ocorre devido ao aumento de um líquido chamado de humor aquoso, produzido na parte anterior do olho. Se acontecer um bloqueio desse fluxo, vai consequentemente aumentar a pressão ocular.

Em alguns casos, essa doença também pode acontecer em crianças, sem manifestar nenhum tipo de sintoma. Mas mesmo sem a presença de sintomas, os danos no nervo óptico acontecem da mesma forma.

Por isso é muito importante prestar atenção nos sintomas do glaucoma. Se houver suspeita, procure imediatamente um médico. Existem tipos de glaucoma que apresentam poucos sinais e acabam sendo os mais perigosos, já que a vítima pode estar há anos com a doença e não saber.

Quando a doença é tratada em seu estágio inicial, a chance de preservar a visão acaba sendo muito maior. Dependendo do tipo e estágio do glaucoma, há como tratar a doença apenas com o uso de medicamentos. Na verdade, o tratamento consiste em regular a pressão ocular para que a visão não seja prejudicada.

Em outros casos é necessária a realização de cirurgia. Os procedimentos variam bastante, podendo ser feitos até mesmo com laser, sem causar dor alguma.

Os exames oftalmológicos regulares são a melhor forma de detecção de glaucoma. Consulte o oftalmologista regularmente e tire todas as suas dúvidas. Lembre-se sempre que o diagnóstico precoce pode evitar que a doença piore e comprometa a visão.

 

 


Sites parceiros