Sexualidade

Confira as melhores cenas de sexo no cinema e inspire-se

Por Redação Doutíssima 30/11/2014

Podemos nos inspirar em muitas coisas para apimentar a nossa relação, e o sexo no cinema é uma delas. Muitos filmes podem apresentar uma cena sensual, mas alguns retratam cenas de sexo mais intensas, que nos fazem realmente entrar no clima. Já sabemos que um bom filme pornô é capaz de estimular a vida sexual de qualquer pessoa, mas não é todo mundo que gosta do tom usado neste tipo de filme.

 

filmes sobre sexo

O cinema é uma grande fonte de inspiração para o sexo. Foto: iStock, Getty Images

Cenas de sexo no cinema tradicional são mais reais

Como alternativa aos filmes pornôs, portanto, é possível sim utilizar produções com outras temáticas e, acredite, eles às vezes são até mais estimulantes do que as produções de sexo explícito. O que acontece é que nossa mente passa a se envolver muito mais quando acreditamos que aquilo é algo real, ou que pelo menos imita algo que é capaz realmente acontecer.

Então, pipoca e controle na mão, veja as melhores cenas de sexo no cinema e faça uma maratona de filmes com seu amor no próximo final de semana.

 

Veja as melhores cenas de sexo no cinema

Último Tango em Paris (1972)

Esse está em qualquer lista daqueles que apreciam sexo no cinema. Paul (Marlon Brando) é um homem de meia-idade que recentemente perdeu sua mulher e está em busca de um apartamento para alugar em Paris.

Por esse apartamento também está interessada a jovem Jeanne (Maria Schneider), e é nesse contexto que ambos se conhecem e começam a manter relações sexuais no local, que sobem de tom e temperatura a cada cena.

9 ½ Semanas de Amor (1986)

Entre as cenas de sexo no cinema mais emblemáticas estão as do filme 9 ½ Semanas de Amor. Ele é recheado de cenas picantes, mas uma delas é especial. Quando certo dia, John (Mickey Rourke) deixa Elizabeth (Kim Basinger) sozinha em sua casa e, depois de algumas horas, ela começa a vasculhar suas coisas e ele descobre, diz a ela para levantar a saia e encostar-se sobre a mesa, porque vai espancá-la.

Ela fica furiosa com a forma como ele a trata e começa a espancá-lo com as mãos, até o ponto em que ele a ergue sobre a mesa, levanta a sua saia e arranca sua roupa íntima. Para quem gosta de sexo mais intenso, é uma boa pedida.

Instinto Selvagem (1992)

Dirigido pelo diretor Paul Verhoeven, esse foi o filme que alçou a atriz Sharon Stone a símbolo sexual por excelência – quando se trata de sexo no cinema, é imperdível. Nesse thriller erótico, um policial, interpretado por Michael Douglas, é encarregado de vigiar a personagem vivida por Stone, uma escritora suspeita de ter assassinado seu próprio marido.

A cena em que ela cruza as pernas ao prestar depoimento é uma das mais clássicas do cinema – e o filme ainda reserva muito mais intimidade entre os personagens interpretados por Douglas e Stone.

Invasão de Privacidade (1993)

Quando Carly Norris (Sharon Stone) se muda para um novo prédio, onde todos os inquilinos se conhecem, ela descobre que se parece com a mulher que vivia em seu apartamento antes dela. Zeke Hawkins (William Baldwin) é dono do prédio e tem muito interesse em Carly, até finalmente conseguir seduzi-la.

Uma noite, ele convida-a para ir até o seu apartamento, mas quando ela chega, é tudo escuro e ela não consegue encontrá-lo. De repente, Zeke se aparece por trás dela e começa a ter relações sexuais com Carly em uma cena de tirar o fôlego.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros