[the_ad_group id="16401"]
Zen

Cultivar bonsai ajuda a combater o estresse e a ansiedade

Por Redação Doutíssima 01/06/2015

Cultivar bonsai pode ser um tipo diferente de terapia para combater o estresse e a ansiedade do dia a dia. Embora pareça apenas um cultivo de pequenas árvores, a planta pode representar uma boa ajuda mental para as pessoas.

 

A dinâmica da vida moderna pesa para o corpo e o cérebro. Isso todo mundo sabe. Mas o que nem todos lembram foi comprovado por cientistas da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, que apontaram a conexão com a natureza como vital para a saúde física e psicológica.

bonsai

Cultivar pequenas plantas em casa pode ser uma forma de relaxar a mente e o corpo. Foto: iStock, Getty Images

E que maneira melhor de levar a natureza para dentro de casa do que o cultivo do bonsai? Além de ser ideal para pequenos espaços, essa arte milenar chinesa faz muito bem para a saúde física e mental.

Aproveite que, no dia primeiro de junho, começa a Semana Mundial do Meio Ambiente para começar a cultivar plantas no seu lar. A data, criada em 1972, serve para alertar a população e o governo sobre os perigos da negligência aos cuidados com o meio ambiente.

Sempre são sugeridas atividades voltadas à preservação e cuidados com a natureza para serem feitas na Semana do Meio Ambiente. Fica então a nossa sugestão de prática para essa comemoração. E de quebra, você ainda terá uma terapia das mais eficientes.

O que é bonsai

É uma pequena árvore que, por ter galhos e raízes podados, possui em seu tronco marcas de crescimento e envelhecimento. Essa poda, feita durante anos, faz com que o tronco engrosse e pareça uma árvore adulta. Seu cultivo demanda tempo, paciência, persistência e talento.

 

A arte de cultivar essa planta como terapia é algo comum. Isso traz benefícios para a pessoa, que vai precisar exercitar a paciência (a espera é a melhor forma de manter as plantas) e terá que estudar a espécie (para mantê-la viva)

Além disso, ao se transformar em um cultivador dessa planta, cria-se uma nova rede de amigos, que se identificam com a sua prática.

 

Por outro lado, aprende-se, também, sobre a perda, uma vez que, fatalmente você vai perder um bonsai, e isso também vai ensiná-lo sobre a persistência.

 

Bonsai: o segredo da arte milenar

O segredo dessa planta está na poda e na amarração dos troncos e galhos. Se você quer ter um em casa, mas não quer assumir a poda, que deve ser feita mensalmente, pode levar a planta para um profissional com experiência fazer o serviço.

Caso contrário, comece a estudar a matéria, existem vários materiais na Internet, disponíveis gratuitamente, que ensinam essa arte.

 

Quase todas as plantas podem ser usadas para fazer um bonsai, mas as melhores são as de folhas e galhos pequenos. Algumas boas espécies são: Pinheiro-japonês, Mini-romã, Jabuticabeira, Ficus, Azaleia, Buxinho, Primavera, Thuya Jacaré, Salgueiro-chorão, Cedrinho, Pau-Brasil, Gardênia, Jasmim, entre outras.

A muda deve ser escolhida de acordo com o tipo e forma que você deseja para seu bonsai. Prefira as com tamanho entre 15 e 20 cm de atura, com tronco forte e espesso. Também é aconselhável evitar plantas ramificadas na base, pois são difíceis de conduzir.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]