Moda

Suéter: tire proveito dessa peça indispensável no inverno

Por Redação Doutíssima 16/08/2015

Clássico do visual masculino e feminino, o suéter já é peça com espaço garantido no closet durante os dias mais frios do ano. Disponível nas mais variadas cores, texturas e materiais, ele pode ser inserido em praticamente qualquer look. Assim, o item confortável cabe nas produções diurnas e noturnas.

A consultora de imagem, estilo e moda, Leila Loiferman, explica melhor a origem dessa peça versátil. “O suéter surgiu no final do século XIX, como item usado pelos esportistas para provocar transpiração”, aponta. O termo é derivado da palavra “sweater”, que remete ao suor. Atualmente, o item já não conta com essa função exclusiva.

suéter

Peças foram reestilizadas e ganharam novos formatos e opções de estampas. Foto: Shutterstock

Suéter: como usar?

No século XX, o tradicional suéter de lã tricotada já começava a ganhar variações. “Ele ficou mais conhecido como uma peça de malha de lã, com mangas, na altura da cintura ou abaixo, sem aberturas”, enfatiza Leila.

De acordo com ela, a estampa mais tradicional em relação aos suéteres é a tridimensional, que hoje ainda faz muito sucesso. Ela deu pinta pela primeira vez na Escócia e passou a ser comercializada por volta do ano de 1920, caindo rapidamente no gosto da clientela.  

A consultora de moda explica que o suéter com formato bem tradicional é aquele ajustadinho ao corpo, com decote V, mangas compridas e comprimento na altura da cintura. Nas tendências de moda para o inverno 2015, porém, a peça ganha várias releituras.

“Hoje temos muitas ofertas de suéteres, muitas modelagens, várias estampas e texturas. Assim como também são aceitos todos os comprimentos, inclusive os oversized (tamanho gigante)”, ressalta. As peças maxi estão com tudo. Inclusive no pulôver, a versão mais pesada e grossa do suéter.  

Para quem tem que cumprir diariamente um look corporativo, mas não extremamente formal, o suéter alia conforto à imagem profissional. “Ele tira a seriedade do look na medida certa, deixando-o mais descontraído. Pode ser combinado com saias e calças de alfaiataria”, sugere.

Conforme aponta a consultora de moda, o suéter pode ser combinado, inclusive, nos looks de festa, em versões elegantes. A peça apareceu em produções sóbrias na Semana de Moda de Paris, especialmente no desfile da grife Valentino, já como tendência para o inverno 2016.

 

Cuidados ao usar suéter

A história do suéter comprova que determinadas peças de roupa passam por um processo de democratização. “Como sabemos, o item surgiu no traje esporte, mas hoje ele se encaixa inclusive em produções mais sofisticadas, na composição de um look formal”, aponta.

Segundo ela, a peça também pode ser usada no dia a dia, em versões leves no verão e mais pesadas no inverno. Mas, para não errar na composição do visual, é necessário ter alguns cuidados.

Inicialmente, é preciso prestar atenção no decote. “Se você não sabe qual lhe favorece, sugiro o decote V, que cai bem em praticamente todos os biotipos. Ele nunca vai deixar você em maus lençóis”, confirma Leila.

Em relação à tendência maxi, ela também traz dicas. “Quem tem pouca altura, deve cuidar para não ser ‘engolido’ pelo suéter. Prefira um comprimento na altura do osso do quadril, para criar proporção nas pernas e no tronco”, recomenda.

“Mangas muito compridas também conferem a impressão de alguns centímetros a menos. Quem está acima do peso, deve evitar peças com muita textura e volume”, finaliza.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros