Brincadeira comum na infância, o esconde-esconde pode deixar de ter apenas a função de entretenimento, já que um professor japonês quer transformar esse antigo jogo em um esporte olímpico. Apesar de soar estranho, a ideia é que qualquer pessoa possa participar, independentemente da idade, e assim ter todos os seus benefícios.

 

Esconde-esconde em Tóquio 2020

Além da escolha da capital japonesa para sediar os Jogos Olímpicos de 2020, outra notícia curiosa também tem ganhado os noticiários. Um professor japonês deseja que o esconde-esconde se torne um esporte competitivo para essa ocasião. E aos 64 anos, Yasuo Hazaki espera que seu país seja medalhista de ouro no evento.

esconde-esconde
Professor japonês deseja que brincadeira tradicional na infância faça parte dos Jogos Olímpicos. Foto: iStock, Getty Images

Professor de estudos de mídia na Josai International University, em 2012 ele criou o “Comitê de Promoção” para promover o seu “esporte” amado. A organização tem atraído mais de mil membros, embora a maioria seja composta por estudantes universitários.

Agora, Hazaki quer fazer do seu hobby um evento olímpico oficial, propondo que o jogo seja apresentado como um esporte em 2020.

 

Segundo ele, a sua missão é incentivar um desporto para todos, o que significa que qualquer pessoa pode participar, independentemente da idade, sexo ou habilidade. A versão que ele que ele busca introduzir nos Jogos Olímpicos envolve duas equipes de sete jogadores, em uma partida de 10 minutos em uma área quadrada.

 

No primeiro tempo, uma das equipes tem dois minutos para se esconder. Então, a equipe adversária precisa localizar os esconderijos dos jogadores e marcá-los com um simples toque. As pessoas que têm sucesso geralmente são as que correm rápido e que conseguem identificar rapidamente bons esconderijos.

 

Esconde-esconde é brincadeira que não tem idade

Pode parecer loucura, mas se realmente essa atividade virar um esporte reconhecido, talvez seja uma excelente forma de muitas pessoas realizarem uma atividade física. A brincadeira envolve muitos aspectos importantes do corpo humano, fortalecendo a mente e o organismo.

Para as crianças, a atividade é um exercício que ajuda a construir a resistência e auxiliar o desenvolvimento muscular.

 

Segundo um estudo feito na Universidade de McMaster e publicado no Prevent Chronic Disense, em 2013, exercícios físicos aeróbicos, como a corrida, estão positivamente associados com a cognição, o desempenho acadêmico, o comportamento e os resultados e funcionamento psicossocial das crianças.

 

Além disso, o desafio de conseguir encontrar o esconderijo perfeito é capaz de ajudar a melhorar o equilíbrio, a agilidade e a coordenação. O jogo também dá a oportunidade de desenvolver habilidades sociais e aprender a lidar com conflitos, já que é uma brincadeira coletiva. Por isso, também aperfeiçoa bastante a capacidade de trabalho eficaz em equipes.

 

Origem do jogo

O esconde-esconde é, tradicionalmente, um jogo infantil em que um número de jogadores se escondem em um determinado ambiente para serem encontrado por um ou mais “Ele é um exemplo de folclore ou tradição oral, transmitida através das gerações, e não surpreendentemente tem evoluído de formas diferentes através das fronteiras culturais.

Embora seja impossível determinar a sua origem exata, o jogo grego “apodidraskinda” é o mais antigo exemplo conhecido de esconde-esconde.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


DEIXE UMA RESPOSTA