Quando se fala em dificuldades para dormir cedo, logo se pensa que a pessoa que relata esse fato sofre de insônia. Mas e se ela for um notívago? Esse termo é usado para caracterizar pessoas que têm hábitos noturnos, momento em que alcançam o seu ápice de atividade, ou seja, é à noite que o cérebro desses indivíduos fica mais estimulado.

Até o presidente norte-americano, Barak Obama, admitiu em entrevista ao More que se considera um notívago, por isso prefere ficar até tarde lendo briefings e trabalhando em seus discursos depois de todo mundo ter ido dormir.

notivago
Pessoas que acham o período da noite mais produtivo não devem deixar o descanso de lado. Foto: iStock, Getty Images

 

Ciência e o notívago

Se por um lado quem acorda cedo é mais produtivo, por outro lado o indivíduo notívago é mais criativo, de acordo com um estudo publicado na revista Harvard Business Review.


A ideia de que dormir e acordar cedo deixa o indivíduo mais eficiente é obsoleta. Por isso, especialistas em distúrbios do sono recomendam que as pessoas identifiquem seu perfil de produtividade e observem em qual período alcançam o seu clímax de produtividade e atividade.

O importante é não deixar de lado o seu momento de descanso e também ficar atento à qualidade desse sono.

Uma pesquisa de 2013, realizada por especialistas do sono da Universidade de Medicina de Pittsburgh e do Western Psychiatric Institue and Clinic, concluiu que dormir pouco e/ou de maneira inadequada pode afetar de forma negativa funções cerebrais, humor, pulmões, coração e sistema imunológico.

Os pesquisadores ainda ressaltam que os idosos são mais vulneráveis a desenvolverem a insônia e outros problemas de saúde.

Pesquisadores da University of Leicester publicaram um estudo, em 2015, em que analisaram os genes de insetos com relógios biológicos semelhantes aos dos seres humanos. As moscas com hábitos noturnos foram induzidas a cruzarem com outras que apresentam os mesmos hábitos e por fim, os cientistas conseguiram identificar mais de 80 genes responsáveis pelo sono.

Mas o que esse estudo da University of Leicester tem a dizer a respeito do notívago? Os pesquisadores da universidade inglesa afirmam a partir dessa pesquisa que os genes de pessoas notívagas e diurnas são completamente diferentes. Ainda de acordo com os envolvidos na pesquisa, o estudo ajuda gestores e colaboradores a analisarem novos horários de trabalho.

Pensando em novos horários de trabalho, na Suécia, a escola secundária Gotemburgo implantou horários alternativos para quem é notívago.

Cuidados com o sono e qualidade de vida

Para ter um sono reparador, devemos ficar atentos desde o momento da escolha do colchão e travesseiro até cuidados com a postura durante o dia. O travesseiro ideal deve formar um ângulo de 90º no pescoço, deixando a coluna alinhada com o tronco. Essa posição facilita a circulação sanguínea e os estímulos elétricos são enviados perfeitamente aos órgãos do corpo.

 

Praticar atividades físicas também ajuda a regularizar o sono. Idosos devem evitar assistir televisão ou ler um livro, pois o sono na terceira idade é mais fragmentado e essas atividades acabam por despertar ainda mais o indivíduo.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!