Respirar faz parte da vida e é um dos cinco princípios da yoga. Os vários tipos de respiração ajudam na realização das posturas, no relaxamento do corpo e trazem tranquilidade para a mente durante a prática. As técnicas também podem ser usadas pra buscar calma e paz em momentos de tensão.

 

Tipos de respiração

Os pranayamas, exercícios de respiração da yoga, buscam a vitalidade que essa simples ação mecânica dos pulmões traz para o corpo. A respiração é fundamental para a vida e ter a consciência disso durante a prática melhora o condicionamento físico e mental.

tipos de respiração istock getty images doutíssima
Respirar corretamente ajuda a melhorar o condicionamento físico e mental. Foto: iStock, Getty Images

As mais simples e mais importantes são sempre feitas com o corpo deitado, pernas esticadas ou joelhos dobrados e concentração total no entrar e sair do ar.

 

Respiração alta

 

É o modo como a maioria das pessoas respira automaticamente. Quando o ar entra, os pulmões enchem-se de ar e o peito fica estufado. Quando o ar sair, o volume peitoral baixa e os pulmões esvaziam-se.

 

Na prática da yoga, a atenção a esses movimentos ajuda a controlar melhor a quantidade de ar que entra e sai e o tempo usado para essa ação. Para a maior percepção do trabalho, coloca-se a mão direita sobre o peito para sentir a elevação.

 

Respiração abdominal

 

Essa também é conhecida como respiração do bebê, porque é assim que eles lidam com ar se movimentando dentro do corpo. A parte que mais mexe nesse momento é o abdômen.

 

Ao inspirar, o peito não é inflado e sim a barriga. Ao expirar, a região abdominal vai aos poucos reduzindo de volume e com um leve esforço deve-se ter a intenção de pressionar suavemente para dentro, como se o umbigo fosse tocar nas costas. Não deve ser feito força nesse movimento.

 

Respiração completa

 

Os dois tipos de respiração mencionados anteriormente se combinam para a versão completa, que utiliza o sistema respiratório em toda a sua extensão.

 

Ao inspirar, o ar preenche a região abdominal e vai inflando barriga e peito, empurrando costelas para fora, ombros para cima como se estivesse abrindo espaço interno. Lentamente, o movimento é feito no sentido contrário para a expiração.

 

Primeiro o peito esvazia-se e em seguida o abdômen vai voltando à posição inicial com a intenção de levar o umbigo cada vez mais para dentro.

 

Em todos os casos a movimentação do corpo é sutil e lenta. Com a prática, a respiração se torna mais serena e prolongada. Se for tentar em casa, não esqueça de dar uma rápida pausa entre a inspiração e a expiração.

 

Além desses tipos de respiração, há outras técnicas respiratórias que envolvem o uso de mudras, gestos com as mãos que ajudam a melhorar o fluxo de energia no corpo.

info tipos de respiração (1) 

Os benefícios da respiração na yoga

Os exercícios de respiração são feitos no início e no fim da prática das posturas de yoga. Isso porque ela prepara o corpo e a mente para aquele momento.

 

Segundo o American Yoga Association, a respiração completa promove o foco e a concentração, reduz a ansiedade, ajuda a aliviar o estresse e a tensão e melhora a qualidade do sono.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA