A abdominoplastia é uma cirurgia plástica realizada para retirar o excesso de pele, gordura localizada e proporcionar a recuperação da firmeza dos músculos da região abdominal. Como qualquer procedimento cirúrgico, há possíveis complicações da abdominoplastia. Entretanto, se o paciente seguir corretamente todas as orientações médicas, poderá ter excelentes resultados.

A abdominoplastia não pode ser considerada como um tratamento à obesidade ou uma alternativa para substituir uma alimentação balanceada e a prática de exercícios físicos. Para prevenir complicações da abdominoplastia, candidatos ao procedimento devem ser saudáveis e relativamente em forma, tanto mulheres, quanto homens.

Abdominoplastia promete recuperar a firmeza dos músculos da região abdominal. Foto: Shutterstock
Abdominoplastia promete recuperar a firmeza dos músculos da região abdominal. Foto: Shutterstock

Em geral, a cirurgia é bastante requisitada por mulheres que tiveram múltiplas gestações, pessoas que geneticamente possuem acúmulo de gordura na região da barriga ou por quem teve perda substancial de peso. O que esses pacientes têm em comum é o desenvolvimento de flacidez da pele, depósitos de gordura e estrias na região da barriga.

Conheça as complicações da abdominoplastia

Algumas das possíveis complicações da abdominoplastia são o inchaço local, os hematomas, os seromas (acúmulo de líquido no local da cirurgia), a reabertura dos pontos, a necrose, a infecção da cicatriz e a trombose venosa profunda.

Entre as complicações da abdominoplastia, a trombose venosa profunda é a de maior risco para a saúde, pois pode levar o indivíduo à morte em instantes por causa do comprometimento do coração, pulmão ou outro órgão essencial para a vida. Para evitar tamanho dano, o médico poderá indicar, antes da cirurgia, a administração de medicamentos anticoagulantes, como a Heparina por exemplo.

Já para evitar o seroma, outra das complicações da abdominoplastia, o cirurgião pode adotar técnicas em que é realizada uma lipoaspiração da região abdominal superior, preservando os vasos sanguíneos do local.

O risco de ocorrer necrose ou infecção da cicatriz é maior em fumantes, obesos e sedentários. Justamente por isso, é recomendável que os pacientes que apresentem essas características tratem esses problemas antes de realizar o procedimento, como forma de evitar complicações da abdominoplastia.

Para prevenir a reabertura dos pontos, o paciente deve respeitar o período de repouso necessário para a recuperação: cerca de 1 mês após a abdominoplastia. Também é essencial usar a cinta abdominal durante esse período, só removendo-a para tomar banho.

Outro risco possível é a infecção. Um sinal claro dessa complicação é o aparecimento de pus ou outro líquido de cor verde na ferida. No entanto, a maioria dos casos é solucionada com a administração de antibióticos. Ainda assim, é importante tomar todos os cuidados, até o final da recuperação, livrando-se de todas as possíveis complicações da abdominoplastia.

Cicatrização da abdominoplastia

Grande parte da cicatrização do corte acontece nas primeiras 6 semanas e, o restante, entre 6 a 12 meses. Dessa forma, é recomendável seguir as orientações médicas desta fase posterior à abdominoplastia.

Durante um período mínimo de 35 dias, é obrigatório o uso de malha compressora, também conhecida como cinta pós-cirúrgica, de tamanho adequado ao paciente. Também é necessário evitar esforços físicos e procurar manter-se numa postura levemente curvada durante os primeiros 15 dias. O paciente deve caminhar dentro de casa com amparo de alguém e evitar subir e descer escadas.

Antes da liberação médica, o paciente também não deve dirigir e não pode usar roupas apertadas. É fundamental o cuidado ao sentar-se para não esticar demais o tronco e não se curvar demais para frente. Também são proibidos a exposição ao sol, ao calor excessivo e compressas quentes no local da sutura.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

Saiba mais:

 

Conheça os malefícios do sobrepeso para sua saúde bucal

Tratamento para obesidade: quando é hora de procurar e quais os melhores tratamentos paracombater o excesso de peso

Ler as informações nutricionais do rótulo dos alimentos pode ajudar a perder peso

Não espere mais! Aprenda como acelerar o metabolismo e perca peso ainda mais rápido

Composição corporal: o que você precisa saber para perder peso com saúde e de maneira definitiva

DIETA DE PROTEINAS : Já ouviu falar na dieta de proteínas? Saiba mais sobre essa dieta, suasconsequências e possíveis benefícios para saúde e perda de peso

Saiba mais sobre a nova maneira de perder peso: aplicativos para dieta nos smartphone

16 dicas para perder peso

Antes e depois: Mãe de dois, Perlla comemora perda de peso

Metade da população de São Paulo está acima do peso

Aparelho de Musculação ou peso livre: qual a diferença?

8 Hábitos que garantem uma dieta para perder peso

Um em cada três adultos tem excesso de peso ou é obeso

Como aumentar seu peso

Os benefícios do óleo de abacate

Como fazer uma máscara de abacate para hidratar profundamente os cabelos

Alimentos cítricos ajudam a melhorar o ânimo

Está abaixo do peso? Aprenda a fazer uma dieta para engordar de maneira saudável

Conheça as melhores dietas para 2014

Alimentação saudável: saiba quais são as gorduras do bem e onde encontrá-las

Coma melhor e fique bem com o espelho! Dicas de alimentação para evitar a celulite


DEIXE UMA RESPOSTA