[the_ad_group id="16403"]
Remédios Caseiros

Aprenda a fazer remédios caseiros para o previnir o raquitismo

Por Redação Doutíssima 09/12/2014

Você, mamãe, sabe se o seu bebê está com bons níveis de vitamina D? Controlar a quantidade desta vitamina é essencial, já que a sua deficiência prolongada é uma das grandes causas do raquitismo, uma doença que leva ao enfraquecimento dos ossos em crianças.

 

Isso porque a vitamina D promove a absorção do cálcio e do fósforo a partir do trato gastrointestinal. Uma deficiência nessa substância torna difícil manter níveis adequados desses minerais nos ossos, uma possível causa do raquitismo.

Raquitismo

Dieta especial é a melhor maneira de combater o raquitismo. Foto: iStock, Getty Images

Saiba mais sobre o raquitismo

 

Qualquer criança que não obtém a quantidade suficiente de vitamina D e cálcio poder desenvolver raquitismo, mas há certos grupos que estão em uma faixa de risco, como os bebês prematuros – já que os bebês costumam estocar vitamina D enquanto estão no útero. Outras formas da doença, essas mais raras, são atribuídas a fatores genéticos.

 

Se o raquitismo não for tratado, pode levar a algumas complicações, como dor e sensibilidade óssea, deformidades dentárias, comprometimento do crescimento, entre outras. Por isso, é necessário elevar os níveis de vitamina D nas crianças através de métodos caseiros. Veja como isso pode ser feito.

 

Remédios caseiros para prevenir o raquitismo

 

Sol

 

A pele humana contém pró-vitaminas que são ativadas pela luz solar. A vitamina D é, portanto, sintetizada na pele pelo sol. Se uma criança é exposta aos raios solares, a deficiência de vitamina D é combatida.

 

Esta vitamina, contudo, não cura o raquitismo, apenas promove a absorção de cálcio e fósforo, tornando os ossos mais fortes. Para isso, basta expor a criança aos raios solares leves, sempre nas primeiras horas da manhã, de 15 a 20 minutos. Se o sol estiver muito quente, procure aplicar um protetor solar.

 

Óleo de fígado de bacalhau

 

A descoberta da vitamina D e suas propriedades antirraquíticas no óleo de fígado de bacalhau estão livrando crianças desta doença desde 1993. Mesmo antes desta descoberta, os europeus usavam o óleo de fígado de bacalhau para obter alívio de reumatismo, dores nas articulações e músculos rígido.

 

O óleo de fígado de bacalhau tem grandes quantidades de vitaminas A, D e ômega 3. A vitamina A, entre outros benefícios para a saúde, é essencial para o sistema imunológico e para o crescimento dos ossos, já a vitamina D é o principal composto que previne e trata o raquitismo, juntamente com a melhoria da função muscular.

 

Também previne diabetes tipo 1, hipertensão e alguns tipos de câncer mais comuns. Basta tomar uma colher de chá de óleo de fígado de bacalhau por dia.

 

Dieta rica em cálcio

 

Embora a falta de vitamina D dificulte a absorção de cálcio pelo organismo, a situação piora se a dieta da criança é pobre nesse mineral. Quando os minerais cálcio e fosfato estão em níveis baixos no sangue, os ossos ficam frágeis.

 

Por isso, junto com a vitamina D, acrescentar cálcio na dieta também é essencial para prevenir e curar o raquitismo. Boas fontes de cálcio são encontradas em produtos lácteos, como leite, iogurte e queijo. Os grãos de soja, vegetais de folhas verdes, como brócolis e repolho, as nozes e peixes, como as sardinhas também são ótimas alternativas.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]