[the_ad_group id="16401"]
Zen

Naturismo: conheça a prática que vai muito além da nudez

Por Redação Doutíssima 14/08/2015

Naturismo não é apenas uma prática, é um estilo de vida. Nascido na Alemanha, o movimento promove o contato com a natureza e o respeito, sendo a nudez apenas parte do conceito proposto.

 

Conheça os conceitos do naturismo

A definição, pela Federação Internacional de Naturismo, diz que é um modo de vida em harmonia com a natureza, caracterizada pela prática do nudismo em grupo com a intenção de encorajar o autorrespeito, o respeito pelos outros e pelo meio ambiente.

naturismo

Estilo de vida promove uma relação mais harmônica com o corpo e com a natureza. Foto: iStock, Getty Images

Esse é o conceito adotado também pela Federação Brasileira de Naturismo (FBrN) e que norteia todas as associações ligadas a ela.

 

Além disso, conforme o portal da Associação Naturista de Minas Gerais, fazer parte desse movimento é viver em harmonia com o próprio corpo e experimentar a liberdade.

 

Segundo Luiz Carlos Hack, sócio-fundador e presidente da Associação Naturista da Praia do Pinho (Pinhonat), o movimento é definitivamente um estilo de vida. “Algumas pessoas ainda preferem dizer que é uma filosofia de vida”, comenta.

 

Luiz explica que tudo parte do princípio de que só poderá haver harmonia com a natureza quando há aceitação de si mesmo.

 

“Por esse motivo, o naturismo abraça a todos sem distinção de cor, nacionalidade, orientação sexual, opções políticas, crenças e gêneros. É um movimento unificador e pacífico que entende que a universalidade do corpo não pode ser segregada em partes indecentes e decentes”, explica.

 

Esse estilo de vida e o nudismo podem ser facilmente confundidos, mas Luiz Carlos explica que o segundo é apenas um componente da estrutura ideológica do primeiro. De acordo com o entrevistado, forma-se uma comunidade naturista onde pessoas com os mesmos interesses congregam.

 

“É importante afirmar também que o naturismo recepciona todos os conceitos morais, éticos, e religiosos”, afirma Luiz Carlos. Quando inseridas na comunidade, pessoas de todas as classes sociais, credos e nível cultural estão despidas de qualquer adereço que possa demonstrar ostentação.

 

O presidente da Pinhonat comenta que um dos maiores benefícios do estilo de vida naturista é a convivência com pessoas de todos os tipos e idades, estimulando o respeito e impactando na melhora da autoestima. “Ainda as ações empreendidas pelas entidades em defesa do meio ambiente e sustentabilidade têm se revelado de grande importância”, complementa.

 

Estando todos nus, tabus sobre sexualidade e preconceitos com o corpo são abandonados por crianças, jovens e adultos.

 

Como praticar o naturismo

Bastante difundido em suas verdadeiras intenções, o movimento pode ser praticado em diversos locais pelo Brasil. A melhor maneira de encontrar comunidades certificadas é através da FBrN.

 

Conforme o site da FBrN, atualmente existem 30 entidades desse estilo de vida filiadas corretamente.

 

Luiz Carlos lembra que todas as associações credenciadas à FBrN obedecem o código de ética naturista internacional. Ele lembra que muitas entidades têm informações acessíveis ao público na internet e que qualquer pessoa interessada pode facilmente entrar em contato para juntar-se a esse estilo de vida.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]