Guia dos Dentes

Tudo o que você precisa saber sobre prótese dentária

Por Redação Doutíssima 23/10/2014

Essenciais para a harmonia facial, os dentes têm importância estética, mas a fundamental função da mastigação, que é a primeira etapa do processo digestivo. Mas e quando há falhas no conjunto dental, o que fazer? O uso de prótese dentária pode ser uma solução.

 

Prótese dentária é técnica de reposição

 

A aplicação de prótese dentária é sugerida a pessoas que necessitam repor dentes parcial ou integralmente. Para saber qual a prótese mais indicada, é preciso passar por avaliação do dentista. É que tudo depende do tipo de problema a ser reparado.

 protese-dentaria

Colocação da prótese é opção para reposição de dentes e correção de falhas. Foto: iStock, Getty Images

Tipos de prótese dentária

 

Uma das opções é a prótese dentária esquelética. Removível, este tipo de aparelho tem como base o metal. É preso a partir de ganchos e só pode ser utilizado por pessoas que tenham dentes naturais e sem mobilidade, além de gengivas saudáveis. De forma geral, a adaptação a essa alternativa é fácil porque ela é pouco volumosa.

 

Popularmente conhecida como dentadura, a prótese acrílica é aconselhada a pessoas com poucos ou nenhum dente. São removíveis e bastante acessíveis do ponto de vista econômico.

 

Já a prótese fixa, como o próprio nome indica, não pode ser retirada para limpeza, pois é definitiva. Nesse grupo, estão as coroas e as pontes.

 

A coroa é um revestimento que pode ser colocado no entorno de um dente ao qual só se aproveita a raiz. A proposta é manter o dente natural, só que encapado para uma melhor impressão estética. Quanto à ponte, ela é uma prótese fixa apoiada à gengiva e suportada em dentes naturais que busca preencher uma ou mais falhas dentárias.

 

Cuidados com as próteses

 

Independentemente do modelo de prótese dentária escolhido, há cuidados que devem ser adotados e que são comuns a todos os tipos. A higienização, por exemplo, é uma preocupação que deve ser constante. Se não forem limpos adequadamente, os dispositivos dentais podem provocar mau hálito.

 

Portanto, para combater o tártaro que desencadeia odores desagradáveis nas próteses, aconselha-se o uso de escova de cerdas macias, pasta de dentes e enxaguante bucal.

 

Para os que utilizam dentaduras, é vedada a aplicação de produtos como água sanitária para a higienização, pois esse tipo de desinfetante não apenas descolore, mas também arranha o acrílico.

 

Para esse grupo, recomenda-se ainda que a dentadura seja retirada antes de dormir, pois assim se reduz a exposição da prótese aos microrganismos da boca. O ideal é sempre armazená-la em recipiente com água e bicarbonato de sódio ou, se possível, em produtos efervescentes próprios para este tipo de limpeza.

 

Ainda sobre as dentaduras, a dica é sempre que for limpá-la forrar a pia com uma toalha. Assim, se a prótese cair durante o manuseio, o risco de rompê-la é minimizado. Assim como é recomendo para dentes naturais, as próteses devem ser escovadas após cada refeição.

 

Para os que são novatos em prótese dentária, qualquer tipo que seja, os primeiros dias são sempre de adaptação. Dessa maneira, se recomenda- que no período inicial se opte por alimentos de fácil mastigação.

 

Na sequência, quando alimentos mais sólidos e de textura mais tenra voltarem ao cardápio, o conselho é triturá-los vagarosamente. Assim, é possível se esquivar de dor.

 

 


Sites parceiros