Beleza > Moda

Customização: saiba como reaproveitar aquela peça demodê

Por Redação Doutíssima 13/09/2015

As temporadas de moda vêm e vão. Na ânsia de ficar por dentro das tendências, é normal que as mulheres acabem comprando peças que rapidamente se tornam obsoletas e demodê. Mas isso não significa que seja necessário jogar tudo no lixo. A customização é um bom caminho para reaproveitar roupas.

Quem garante o poder de transformação das peças demodê é a personal stylist Gabrieli Vargas. “O reaproveitamento das vestimentas é um hábito comum quando realizo meu trabalho. Sempre existem peças que podem ser tingidas, calças que podem virar shorts e assim por diante”, sinaliza a especialista.

demodê customização doutíssima istock getty images

Customizar é uma forma de renovar aquela peça demodê guardada no armário. Foto: iStock, Getty Images

Como transformar uma peça demodê?

Além de evitar o desperdício de dinheiro, dar uma repaginada em peças velhas de roupa pode ser uma alternativa para garantir looks repletos de identidade e exclusividade. Afinal, customizar uma peça significa assegurar que ninguém terá outro modelo igual a esse.

Mas quais são as principais maneiras de realizar a customização? De acordo com Gabrieli, tingir e mudar a cor da roupa é uma alternativa. A aplicação de bordados ou spikes também surge como opção para deixar a vestimenta com uma cara nova.

“Eu mesma guardo peças que eram da minha mãe e hoje têm mais de 20 anos. Através de uma pequena mudança ou ajuste no comprimento, elas se tornam completamente atuais e modernas. Sem falar que são roupas exclusivas, que só eu tenho”, exemplifica a personal stylist.

Antes de customizar qualquer peça, no entanto, é importante buscar referências. “A rede social Pinterest é uma boa ferramenta cheia de ideias para o ‘faça você mesmo’. É interessante verificar o que outras pessoas já fizeram e buscar inspiração para o seu projeto”, sugere a especialista.

A procura por referências pode ajudar, também, a não correr o risco de perder uma peça. “Você já pode observar antes se o resultado ficou bacana”, lembra Gabrieli. Assim, é mais difícil errar.

 

Customização nos holofotes

Se você acha que a customização é um hábito exclusivo às mulheres comuns, está enganada. “A grife Chanel, há pouco tempo, fez uma coleção em que apareceram muitos detalhes feitos à mão, com esse aspecto customizado”, lembra Gabrieli.

Segundo a personal stylist, cada vez mais marcas iniciam sua atuação no nicho de mercado da customização, dando esse enfoque da exclusividade nas peças. As próprias celebridades também já contam com a ajuda de profissionais para criar vestimentas únicas.

“A apresentadora Fernanda Lima e seu stylist já revelaram que adoram pegar peças em brechós e transformá-las, mudando as cores e os comprimentos das mangas, por exemplo. E vamos combinar que os figurinos da moça são sempre impecáveis e super exclusivos, né?”, enfatiza Gabrieli.

Por isso, pense duas vezes antes de destinar qualquer peça demodê ao lixo. Quem sabe você não pode reaproveitar ela para criar um visual diferenciado e completamente fashion? A dica é experimentar e se divertir com a customização.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


Sites parceiros