[the_ad_group id="16403"]
Clínica Geral > Qualidade de vida

Como parar a menstruação? Saiba quais são os prós e os contras de interromper este processo natural

Por Redação Doutíssima 18/04/2014

Com a evolução da sociedade, as mulheres conquistaram coisas como o direito ao voto, ao estudo, ao prazer e, recentemente, algumas delas têm descoberto outro: o de não menstruar. Para muitas mulheres, a suspensão do período menstrual pode significar alívio e até mesmo o tratamento males da saúde feminina, como miomas e cistos de ovário, pois a menstruação pode ser muito difícil e doloroso.

Apesar de ainda dividir opiniões, parar de menstruar já é considerado seguro por alguns especialistas. Segundo o ginecologista Rogério Bonassi Machado, da Febrasgo (Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia), não vê prejuízos orgânicos em suspender a menstruação. No entanto, vale ressaltar que não existe a necessidade de bloqueá-la em todos os casos, cabendo à mulher e ao seu ginecologista de confiança a livre escolha, independente do critério utilizado para a decisão.

como parar a menstruação

Mas, apesar disso, ainda existem mulheres que se sentem mais femininas durante a menstruação. Também há profissionais que alegam que a menstruação pode ser um bom meio para saber como está a saúde feminina, já que o sangramento irregular pode significar problemas nas glândulas tireoide e suprarrenal.

Descubra como parar a menstruação e saiba quais são as vantagens e desvantagens do processo!

 

 

Como parar a menstruação: Os prós e contras

 

Para o ginecologista Elsimar Coutinho, suspender a menstruação não só livra a mulher de um incômodo mensal como é o melhor tratamento contra anemia, endometriose (inflamação do revestimento interno do útero), mioma (tumor benigno do útero), cólica e tensão pré-menstrual. Até existe um certo consenso entre os especialistas quanto ao uso de hormônios para tratar doenças, mas boa parte deles discorda da prescrição para casos de TPM ou apenas pela praticidade de não menstruar mais.

Os especialistas que discordam do uso deliberado de hormônios para interromper a menstruação acreditam que, com a suspensão, perde-se o papel sinalizador da menstruação de que o óvulo não foi fecundado ou ainda que está tudo correndo bem com o organismo. Eliezer Berenstein, autor do livro A Inteligência Hormonal da Mulher também defende que o cérebro feminino é inundado por hormônios ao longo de todos os meses e, interrompendo a menstruação, a harmonia desse ciclo ficaria comprometida, interferindo até no nosso temperamento.

 

 

Como parar a menstruação: O que dizem os estudos?

como parar a menstruação

Um estudo científico do Centro de Apoio à Mulher com TPM do Hospital das Clínicas de São Paulo, ligado à Universidade de São Paulo (USP) acompanhou durante dois anos voluntárias que queriam bloquear a menstruação por sofrer de TPM intensa. O objetivo era verificar o nível de eficácia dos medicamentos disponíveis no mercado: checar se amenizavam os sintomas, interrompiam mesmo a menstruação e apresentavam efeitos colaterais. As voluntárias foram divididas em grupos e se submeteram à injeção trimestral, pílula anticoncepcional utilizada sem interrupção e implante de progesterona.

Os primeiros resultados apontaram alguns dados decisivos: nenhum dos métodos adotados conseguiu interromper completamente a menstruação de todas as voluntárias. Alguns sangramentos irregulares foram identificados, são os chamados “spottings”. Nesse ponto, o que teve maior eficácia foi a injeção trimestral. No entanto, algumas mulheres engordaram de 2 a 6 quilos! Em relação aos sintomas físicos da TPM (inchaço, cólica e dor de cabeça), o implante, que suspende a menstruação por até três anos, apresentou a melhor atuação. Vale destacar que sintomas emocionais como ansiedade e irritação foram melhor combatidos com antidepressivos. Mas, novamente, apenas 50% das usuárias não menstruaram.

Quanto às pílulas, ficou claro que a probabilidade de efeitos colaterais é proporcional à dosagem hormonal. A que possui grande quantidade de estrogênio sintético pode causar efeitos similares aos da TPM. Segundo os responsáveis pelo estudo, há situações em que a suspensão da menstruação pode até salvar vidas.

É o caso de doenças que se agravam com a gravidez, por exemplo. Mulheres com problemas de coagulação do sangue ou quem sofrem com convulsões durante a menstruação podem ser beneficiadas. No entanto, eles ainda defendem que, para endometriose, mioma e anemia existem outras formas de tratamento possíveis. Agora, se é a maldita da TPM que está fazendo você infeliz, a especialista continua apostando na fórmula atividade física + alimentação + suplementos como as vitaminas B6, E, magnésio e óleo de prímula.

 

 

Veja mais vantagens e desvantagens de interromper a menstruação:

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!

 

 

Saiba mais:

Mito ou verdade: canela pode acelerar a menstruação

Menstruação atrasada: o que pode ser?

Primeiros sintomas de gravidez antes mesmo da interrupção da menstruação

Sexo e menstruação: Como fazer sexo durante a menstruação – Podemos fazer sexo durante a menstruação?

Saiba passo a passo como tomar o anticoncepcional e evite surpresas no seu ciclo menstrual

Conheça os 4 hormônios do ciclo menstrual

Fase Lútea – Como calcular a fase lútea e o ciclo menstrual


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]