[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Saiba como o ciclo menstrual e o período fértil interferem na vida da mulher

Por Redação Doutíssima 22/05/2014

O ciclo menstrual da mulher dura geralmente 28 dias e é dividido em três fases, nas quais ocorrem algumas alterações hormonais. Ele se divide em fase folicular, ovulatória e lútea.

A primeira fase inicia no primeiro dia da menstruação e dura em média 12 dias. Já a fase ovulatória dura em média 8 dias e tem seu pico no 14º dia a partir do início da menstruação (em um ciclo de 28 dias). A fase lútea, por sua vez, dura em média 10 dias e prepara o útero para o início da próxima menstruação.

O ciclo menstrual pode ser irregular em fases de intensas alterações hormonais. Foto: Shutterstock

O ciclo menstrual pode ser irregular em fases de intensas alterações hormonais. Foto: Shutterstock

Irregularidades no ciclo menstrual

Podem ocorrer irregularidades no ciclo menstrual, principalmente na adolescência (nos 3 primeiros anos da menstruação), após a gravidez e na fase da pré-menopausa. Isso porque, nessas fases, as mulheres apresentam intensas alterações hormonais. Ainda que sejam comuns, essas mudanças no ciclo devem ser comunicadas ao médico ginecologista, para que ele possa solicitar exames para avaliar a taxa hormonal.

As mulheres que possuem um ciclo menstrual irregular podem apresentar uma maior dificuldade para engravidar, porque não conseguem calcular com exatidão o seu período fértil.

Durante a gravidez, o ciclo menstrual é interrompido por causa da fecundação do óvulo maduro pelo espermatozoide. No entanto, depois da mulher parar de amamentar o bebê de forma exclusiva após a gravidez (geralmente quando ele completa 4 meses) o ciclo menstrual volta ao normal.

Hormônios do ciclo menstrual

Os hormônios responsáveis pelo ciclo menstrual são: GnRH (hormônio liberador de gonadotropina, produzido pelo hipotálamo), FSH (hormônio folículo-estimulante, produzido pela hipófise), LH (hormônio luteinizante, produzido pela hipófise), estrogênio (produzido pelos ovários) e progesterona (produzida pelos ovários).

Funciona da seguinte maneira: inicialmente, o hipotálamo produz o hormônio GnRh, que atua sobre a hipófise, levando a produção do FSH, que chega até os ovários e estimula o amadurecimento de um óvulo por mês.

O hormônio FSH também estimula os ovários a produzir estrogênio, o que faz com que o tecido que reveste o útero internamente fique mais espesso para abrigar um possível óvulo fecundado, dando início a gravidez.

Se o óvulo não for fecundado, ele será eliminado juntamente com o tecido que reveste internamente o útero, em forma de menstruação. Todas estas alterações hormonais ocorrem em todas as mulheres durante a sua idade fértil.

Como ocorre a menstruação

A menstruação consiste no descolamento do revestimento do útero, caracterizado por um sangramento vaginal, que ocorre mensalmente durante 5 a 7 dias. Ela marca os anos férteis da vida da mulher, que inicia na primeira menstruação, chamada tecnicamente de menarca, e dura até a menopausa, quando não há mais menstruação.

A vagina é revestida por uma membrana mucosa, cuja função é manter a umidade, produzindo fluxo vaginal. O fluxo vaginal pode ter diferentes aspetos – transparente, branco ou amarelado – e a consistência pode ser muito líquida ou muito espessa.

O aspecto e a quantidade do fluxo variam de mulher para mulher, bem como de um dia para o outro, dependendo da fase do ciclo menstrual em que se encontrar. Geralmente, o fluxo é mais abundante e transparente nos dias da ovulação e mais escasso e espesso nos dias anteriores e posteriores do período.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Saúde da mulher. Corrimento esverdeado: o que pode ser?

Corrimento na gravidez: por que acontece e como tratar

Guia do corrimento vaginal. Tudo o que você precisa saber sobre corrimento: quais tipos, cores, cheiro, como diagnosticar e tratar

Futuras mamães: fiquem de olho no corrimento amarronzado na gravidez

Dúvida do leitor: corrimento na gravidez prejudica o bebê?

Corrimento com mau cheiro: como tratar

Corrimento vaginal: aprenda a descobrir quando o corrimento vaginal indica um problema de saúde

Camisinha que vibra – conheça a novidade que vai balançar o seu relacionamento

Camisinhas diferentes podem ser uma boa opção para sair da rotina com o seu parceiro. 

Bill gates investe na camisinha do futuro

Qual o momento certo de parar de usar a camisinha com o seu parceiro(a)?

Conheça os tipos de camisinha que dão mais prazer

Etiqueta do sexo: como fazer sexo oral sem tabu

Saiba tudo sobre a AIDS: causas, sintomas e tratamento


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]